Archive for the ‘Notícias’ Category

Regente e Steker_International FoodTec Brasil (640x427) foto 31 03 2014

Na última quinta-feira, 27/03, a direção da International FoodTec reuniu-se com empresários e a imprensa paranaense, durante almoço em Curitiba, promovido para divulgar o aumento de adesões ao evento. “O número de inscrições até agora excedeu nossas expectativas”, diz Denis Steker, Gerente da Divisão Internacional/Feiras Estrangeiras da Koelnmesse.

Segundo ele, diante da contínua demanda por mais espaço de exposição, e com a área atual praticamente esgotada, foi necessário decidir rapidamente por abrir outro salão de exibição para comercialização. Atualmente, cerca de 70% do espaço máximo de exibição disponível está ocupado. Além da inscrição de grandes expositores nacionais e internacionais, a feira também confirmou a participação de outras empresas internacionais, como Lagarde, Marino e Seko, da Itália e França.

De acordo com o executivo da Koelnmesse, quase um terço dos expositores se inscreveram do exterior, e a Itália confirmou sua participação na feira com um pavilhão inteiramente dedicado ao país. “O interesse nacional continua, com recentes confirmações de empresas como High Tech Equipamentos Industriais, Fimach, Meyn do Brasil e Montemil, entre outras”, completa. A feira internacional é organizada pela Koelnmesse GmbH e pela Hannover Fairs Sulamérica.

Informações para a imprensa:

Isabella Marcondes – isabella@mlilas.com.br
Fabiola Malavazi – fabiola@mlilas.com.br
Tel: (11) 3258-6537
www.mlilas.com.br

 

koelnmesse Panorâmica Interna (640x435)

O ano passado foi um marco na história corporativa da Koelnmesse, reconhecida internacionalmente como a maior promotora mundial de feiras de bens de consumo. “Em 2013 o volume de negócios da companhia alemã foi de cerca de 280 milhões de Euros, um nível considerado recorde em relação aos anos anteriores, diante do panorama econômico europeu”, conta Brena Bäumle, diretora da Bäumle Organização de Feiras, representante oficial da Koelnmesse no Brasil.

Segundo ela, o número de eventos também excedeu significativamente a média do setor e um total de 89 feiras e exposições foram realizadas pela promotora, sendo 62 eventos da própria Koelnmesse, na cidade de Colônia, e 27, no exterior, viabilizados através de parceiros locais. “Algumas feiras foram expandidas e o volume de negócios aumentou em média cerca de 10% comparativamente às edições anteriores”, informa.

A perspectiva da Koelnmesse, de acordo com a executiva, é de que em 2015 o volume de negócios da companhia atinja a cifra de 300 milhões de Euros. “A empresa é líder no segmento de eventos para o mercado de alimentos e bebidas e também para mais de 25 setores comerciais, portanto, esta é uma projeção bastante razoável”, destaca Brena.

As feiras da Koelnmesse recebem mais de 2,7 milhões de visitantes, de 220 países. No total, 44 mil empresas, de 125 países, participam como expositoras nos eventos de Colônia.

Feiras líderes e presença brasileira

Os resultados alcançados pela Koelnmesse no ano passado devem-se, em grande parte, ao desempenho de eventos consagrados como a IMM – Feira Líder Mundial de Mobiliário/LivingKitchen® – Exposição Internacional de Cozinhas, que receberam 142 mil visitantes profiissionais; Interzum – Feira Internacional da Indústria de Móveis, que registrou aumento de cerca de 10% no número de expositores reunindo mais de 1,5 mil fornecedores, de 62 países; Gamescom – o maior evento de games da Europa, que teve um total de 340 mil visitantes (aumento de 28%); IDS – International Dental Show/Exposição Internacional de Odontologia, com um recorde de 2.058 expositores, de 56 países e mais de 125 mil visitantes, de 149 países; e Anuga – maior feira mundial da indústria alimentícia, com a impressionante participação de mais de 6,7 mil empresas expositoras, apenas para citar alguns exemplos.

“Por serem feiras ícones em seus segmentos, esses e outros eventos da Koelnmesse recebem tradicionalmente expositores e visitantes brasileiros”, conta Brena. Como exemplo, ela destaca o International Dental Show (IDS), cuja participação do Brasil já ocorre há seis edições organizada pela Associação Brasileira da Indústria de Artigos e Equipamentos Médicos, Odontológicos, Hospitalares e de Laboratórios – Abimo.

Em 2013, o pavilhão brasileiro na IDS reuniu 25 empresas e ocupou uma área de 333m². Na ocasião, segundo dados da Abimo, foram concretizados negócios de cerca de US$ 610 mil, com a expectativa de mais US$ 3,44 milhões provenientes de contatos gerados a partir da feira.

“A IDS é a principal feira internacional do setor odontológico e o Brasil, sendo um dos players mundias desse mercado, tem presença obrigatória no evento. É durante a IDS que nossas empresas encontram seus clientes, fazem novos contatos e aumentam sua rede mundial de distribuidores”, conta Paula Portugal, gerente de exportação da associação.

” Graças à participação já há quatro anos na IDS, sempre temos bons resultados, consultas e fechamento de negócios”, reforça Yolete Carneiro, gerente Internacional da paranaense Signo Vinces, fabricante de implantes odontológicos.

Maior evento de games da Europa

Especializada na monetização de jogos online, a UOL BoaCompra é outra empresa brasileira presente nas feiras de Colônia, através da Gamescom – o maior evento de games da Europa. De acordo com Elizabeth Goodno, diretora Global de Comunicação, o objetivo na Gamescom é prospectar e realizar negócios e conhecer novos produtos e avanços do setor. “Na feira participamos de cerca de 200 reuniões com parceiros atuais e potenciais e, através delas, concretizamos dezenas de novas parcerias e expandimos as já existentes. O evento é extremamente bem organizado, e a qualidade dos serviços e suporte em Colônia são imbatíveis”, ressalta.

Em 2013, a Gamescom bateu recorde de público e recebeu 340 mil visitantes, de 88 países. Ocupando uma área de 140 mil m², o evento foi palco de mais 400 lançamentos mundiais, de mais de 600 empresas, que escolheram a feira por seu ambiente de entretenimento e negócios.

Expansão internacional

Eventos e feiras comerciais no exterior são um pilar importante nos planos de expansão da Koelnmesse. Os principais mercados de destino de investimentos da promotora alemã são China, Índia, Rússia, Brasil e Oriente Médio, incluindo a Turquia. Cerca de 30 feiras de negócios são organizadas anualmente pela Koelnmesse no exterior. “A previsão é de que até 2016 os eventos no mercado externo representem 15% do volume total de negócios da empresa”, diz Brena Bäumle.

Segundo ela, o Brasil é o mercado mais importante para a Koelnmesse na América do Sul. “Este ano teremos a estreia no país da International FoodTec Brasil (IFTB), feira com o selo da Anuga, que acontecerá de 5 a 7 de agosto, em Curitiba/PR. O evento – dedicado principalmente aos setores de carnes, suínos, aves e embalagens – é o primeiro, de vários outros que estão sendo programados para o mercado brasileiro”, adianta.

Sobre a Koelnmesse: Maior promotora mundial de Feiras de Bens de Consumo, a Koelnmesse tem em seu calandário, na cidade de Colônia, na Alemanha, 12 feiras líderes mundiais: ISM, Anuga, Anuga FoodTec, IDS, Orgatec, IMM, Living Kitchen, Spoga Gafa, Spoga Horse, Intermot, Eisenwarenmesse e Interzum. Com 90 anos de experiência e conhecimento em exposições, o Centro de Eventos da Koelnmesse é hoje a principal plataforma de negócios para mais de 25 setores comerciais. A promotora alemã também desenvolve e monta novas feiras de negócios com foco regional, em várias partes do mundo, incluindo o Brasil.

Informações no: www.koelnmesse.com

Foto: Panorâmica interna do Centro de Feiras da Köelnmesse/ Divulgação
Imagens em alta resolução disponíveis com a assessoria de imprensa

Informações para a imprensa:
Isabella Marcondes – isabella@mlilas.com.br
Fabiola Malavazi – fabiola@mlilas.com.br
Tel: (11) 3258-6537
www.mlilas.com.br

 

Vista aérea pavilhão

Localizado na maior área de negócios da Alemanha, próximo a grandes polos industriais como Frankfurt e Düsseldorf e a uma hora de voo de um público de 180 milhões de cidadãos europeus, o Centro de Feiras de Colônia é o terceiro maior da Alemanha, ficando atrás apenas de Hannover e Frankfurt.

“O complexo de exposições de Colônia conta com uma área total coberta de 284.000 m² e 11 pavilhões que possuem dimensões e características bem diferenciadas para atender as mais variadas necessidades dos eventos que lá acontecem”, informa Brena Bäumle, diretora da Bäumle Organização de Feiras, representante oficial da Koelnmesse no Brasil.

Segundo ela, a Koelnmesse também disponibiliza mais 100.000 m² de área livre para apresentações especiais, eventos paralelos e shows ao ar livre e apoia diversas iniciativas ecológicas. “Muito se fala sobre a poluição gerada pelas feiras mas, em Colônia, já existem há anos iniciativas muito sérias e bem cumpridas nessa área, como a obrigatória separação do lixo gerado por expositores, visitantes e pelas empresas prestadoras de serviços (catering, restaurantes, montadoras de estandes, entre outras). E, nesse sentido, a Koelnmesse é de longe a promotora mais consciente que conheço. Uma escola para os fornecedores de serviços de toda Europa que lá trabalham”, destaca a executiva.

Infraestrutura ultramoderna e localização privilegiada
Devido a elevada qualidade de suas instalações e excelente acessibilidade, o Centro de Feiras de Colônia é considerado um dos mais modernos e atraentes da Europa para expositores e visitantes estrangeiros, muitos deles do Brasil, assíduos participantes das feiras locais.
“É altamente vantajoso participar de uma feira em um local de fácil acesso para visitantes dos diversos países do mundo, como é o caso de Colônia. A estrutura altamente organizada e o completo leque de serviços são diferenciais em eventos como a Anuga, no qual tradicionalmente participamos”, conta Ricardo Santin, diretor de Mercados da União Brasileira de Avicultura (UBABEF).

Paula Portugal, gerente de Marketing e Exportação da Associação Brasileira da Indústria de Artigos e Equipamentos Médicos, Odontológicos, Hospitalares e de Laboratórios (ABIMO), concorda com Santin: “a qualidade do centro de exposições é incrível e propicia a realização de bons negócios em um ambiente preparado para receber profissionais de alto nível, de várias partes do mundo.”

A ABIMO é responsável pela organização do Pavilhão Brasileiro no International Dental Show (IDS), evento que no ano passado reuniu 2.058 expositores, de 56 países, e mais de 125 mil visitantes, de 149 nações. A próxima edição do IDS acontecerá em março de 2015.
Também expositora do International Dental Show, Bianca Mittelstädt, diretora administrativa da FMG Produtos Odontológicos, complementa: “outro diferencial em Colônia é reunir, em um só lugar, empresas de diversos setores (no nosso caso, do ramo odontológico), permitindo aos visitantes acessar tendências e fornecedores globais”, diz.

90 anos de história em 2014
A história da Koelnmesse data de 1920 quando a cidade de Colônia desenvolveu um plano de ações para restaurar sua supremacia na região do Reno. Apesar de toda dificuldade econômica da Alemanha após a Primeira Guerra Mundial, o projeto foi aprovado por maioria esmagadora e, em 1922, teve início a construção do então Centro de Feiras.

A obra custou para a cidade 150 milhões de marcos alemães e foi concluída após dois anos, em maio de 1924. Logo Colônia foi dividindo com Leipzig e Frankfurt os temas de feiras a serem trabalhados, destacando-se por realizar eventos voltados para os setores de alimentos, móveis e bens de consumo para residências. Em 1928 o Centro de Feiras sofreu uma ampliação já alcançando incríveis 66.000 m² de área de exposição. “Um marco para a época e uma atitude de arrojo para a maioria”, comenta Brena Baumle.

Excluindo o período entre 1945 e 1947, a Koelnmesse seguiu crescendo tendo como meta a internacionalização. Em 1960 a empresa já contava com 58 escritórios de representação pelo mundo. “Em 2002 a promotora abriu sua primeira subsidiária no exterior e hoje já são 11 empresas localizadas em Chicago, Milão, Singapura, Hong Kong, Beijing, Tokio, Bangkok e Mumbai, que promovem feiras e eventos dos mesmos temas da matriz para os seus mercados locais”, conta a representante da Koelnmesse no Brasil.

Sobre a Koelnmesse: Maior promotora mundial de Feiras de Bens de Consumo do mundo, a Koelnmesse tem em seu calandário, na cidade de Colônia, na Alemanha, 12 feiras líderes mundiais: ISM, Anuga, Anuga FoodTech, IDS, Orgatec, IMM, Living Kitchen, Spoga Gafa, Spoga Horse, Intermot, Eisenwarenmesse e Interzum. Com 90 anos de experiência e conhecimento em exposições, o Centro de Eventos da Koelnmesse é hoje a principal plataforma de negócios para mais de 25 setores comerciais. A promotora alemã também desenvolve e monta novas feiras de negócios com foco regional, em várias partes do mundo, incluindo o Brasil.

Informações no: www.koelnmesse.com

Informações para a imprensa:
Isabella Marcondes – isabella@mlilas.com.br
Fabiola Malavazi – fabiola@mlilas.com.br
Tel: (11) 3258-6537
www.mlilas.com.br

KoelnmesseReferência no mercado europeu para os negócios B2B do setor de bens de consumo, a Koelnmesse possui aproximadamente 80 feiras – que recebem mais de 2,7 milhões de visitantes, de 220 países – e dois mil congressos, que atraem anualmente 340 mil visitantes. Desse total, 44 mil empresas, de 125 países, incluindo o Brasil, participam como expositoras nas Feiras de Colônia, na Alemanha.

“A Koelnmesse é uma das principais promotoras de feiras do mundo e líder no setor de eventos para o mercado de alimentos e bebidas, com exibições consagradas como a Anuga (maior e mais importante feira global para a indústria alimentícia) e a ISM (International Sweets and Biscuits Fair). Mas, fora essas duas feiras já consagradas, temos mais 10 feiras, que são as principais plataformas mundiais para os seus mercados.”, informa Brena Bäumle, diretora da Bäumle Organização de Feiras, representante oficial da Koelnmesse no país.

Segundo ela, o Brasil se faz presente nos eventos de Colônia há mais de 40 anos (com expositores e visitantes), principalmente na Anuga, Foodtec e ISM, mas também na IDS (segmento odontológico), Interzum e IMM (moveleiro), Orgatec (móveis e ambientes para escritório), Gamescom (jogos eletrônicos) e Photokina (Fotografia).

Novos mercados e aumento de faturamento
Presente há 15 anos nas feiras de Colônia, através da Anuga e da ISM, a Bauducco é uma das mais de 1.100 empresas brasileiras que na última década expuseram nos eventos da Koelnmesse. “Participar de feiras na Europa é sempre interessante, pois conseguimos alcançar os mercados Europeu, Árabe, Africano e Asiático com grande facilidade. Além disso é possível acompanhar as inovações tecnológicas que são referências mundiais”, diz Fabricio Bertolli, gerente de Exportação da empresa.

“Conseguimos distribuição em cerca de 40 países através de nossas participações na ISM, desde 1990″, destaca Solange Isidoro, gerente de Exportação da Embaré, fabricante de laticínios e caramelos. De acordo com ela, a empresa não exporta lácteos mas, dentro do setor de confectionery, as exportações representam hoje aproximadamente 30% do faturamento.

Empresas do mundo todo em um só local
“As feiras realizadas na Europa costumam trazer grande visibilidade às empresas expositoras porque são eventos de referência, atraindo importantes players econômicos”, comenta Mariela Klee, chefe de gabinete e coordenadora da Articulação Internacional do Sistema de Desenvolvimento do Rio Grande do Sul (SDRS).

De acordo com ela, no caso da Anuga, a Secretaria de Desenvolvimento e Promoção do Investimento (SDPI) apoia a participação das empresas gaúchas no estande brasileiro organizado pela Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoções de Exportações e Investimentos). “Nos 12 anos em que governo do Rio Grande do Sul tem apoiado companhias gaúchas na feira, milhares de contatos foram contabilizados com empresas dos cinco continentes. Diversas premiações também destacaram nossos produtos durante os eventos mas, sem dúvida, o principal resultado é a visibilidade proporcionada pelo encontro de empresas de todo o mundo em um só local”, completa.

Desde 2007, em parceria com a Confederação Nacional da Indústria (CNI), a Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs) organiza missões prospectivas de negócios, com empresários de todo o Brasil, para a Anuga. “Na 32ª edição da feira (realizada em 2013), e na qual participamos com uma delegação composta por 80 brasileiros, o resultado da satisfação ficou acima de 90%, o que ratifica o evento como um ambiente relevante de apresentação de tendências, de negócios e networking no setor de alimentos e bebidas. É uma das plataformas mais importantes no mundo para os negócios nesse segmento”, destaca Heitor José Müller, presidente da Fiergs.

Brazilian Beef
Maior exportador de carne bovina do mundo, o Brasil registrou um crescimento de quase 20% nas exportações entre 2012 e 2013, conforme dados da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (Abiec). O sucesso do Brazilian Beef no exterior é parte de um projeto que conta com o apoio da Apex-Brasil, e tem em seu escopo, a presença em feiras internacionais do setor, principalmente a Anuga, em Colônia.

“Dada a importância da Anuga em termos de visibilidade e nível dos participantes, qualquer tipo de esforço de ação promocional ou de posicionamento e imagem da marca Brazilian Beef, tem seu lançamento preferencial durante a feira”, explica Fernando Sampaio, diretor executivo. Segundo ele, as empresas associadas à Abiec e que participam das feiras internacionais representam mais de 90% das exportações de carne bovina do Brasil. “A Anuga é um momento para encontrar novos clientes e estreitar o relacionamento com compradores, não só da Europa, mas de todo o mundo”, finaliza.

Sobre a Koelnmesse: Maior promotora mundial de Feiras de Bens de Consumo do mundo, a Koelnmesse tem em seu calandário, na cidade de Colônia, na Alemanha, 12 feiras líderes mundiais: ISM, Anuga, Anuga FoodTech, IDS, Orgatec, IMM, Living Kitchen, Spoga Gafa, Spoga Horse, Intermot, Eisenwarenmesse e Interzum. Com cerca 90 anos de experiência e conhecimento em exposições, o centro de eventos da Koelnmesse é hoje a principal plataforma de negócios para mais de 25 setores comerciais. A promotora alemã também desenvolve e monta novas feiras de negócios com foco regional, em várias partes do mundo, incluindo o Brasil.

Mais informações: www.koelnmesse.com e www.baumle.com.br

Informações para a imprensa:
Isabella Marcondes – isabella@mlilas.com.br
Fabiola Malavazi – fabiola@mlilas.com.br
Tel: (11) 3258-6537
www.mlilas.com.br

originalPreviewJW (3)

Um clima predominantemente positivo marcou a 44ª edição da ISM (International Sweets and  Biscuits Fair) – mais importante feira mundial do setor de confectionery realizada esta semana  (entre os dias 26 e 29), em Colônia, na Alemanha.

De acordo com a Koelnmesse, promotora do  evento, a ISM 2014 contou com a participação de 1.476 empresas expositoras, de 68 países,  incluindo o Brasil. Cerca de 35 mil visitantes profissionais, de aproximadamente 140 países,  visitaram a exposição.

“Quase 84% das empresas expositoras vieram do exterior, com destaque para o Brasil, que este  ano teve ampla exposição como o país parceiro da ISM”, conta Brena Bäumle, diretora da  Bäumle Organização de Feiras, representante oficial da Koelnmesse no país. Segundo ela,  também foram expressivas as presenças da Itália, Bélgica, França, Espanha, Holanda, Grã-    Bretanha, Suíça, China, Polônia, Turquia e Estados Unidos. “A ISM reúne, tradicionalmente,  profissionais com alto poder de decisão, que garantem contatos qualificados e enorme  potencial de negócios aos seus expositores e visitantes. Essa é uma das características que  mantém a feira na liderança em seu segmento”, diz.

Terceiro maior produtor de confeitos e chocolates do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos e Reino Unido, o Brasil esteve no centro das atenções da ISM 2014. No total, 27 empresas brasileiras participaram do evento. Entre elas, 19 (Bel Chocolates, Berbau Balas, Chocolates Garoto, Docile, Dori Alimentos, Embaré, Enivrance do Brasil, Harald, Jazam, Montevérgine, Nugali, Peccin, Prodasa, Riclan, Sanchos Cano – B.LOV!, Santa Helena, Simas, Toffano e Vonpar) estiveram reunidas sob a marca Sweet Brasil, projeto de exportação da ABICAB (Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados) e da Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoções de Exportações e Investimentos), em parceria com o Ministério das Relações Exteriores.

O Pavilhão Brasileiro, no Hall 5.2, contou ainda com cinco empresas do setor de biscoitos (Bauducco/Pandurata Alimentos, Itamaraty, Mabel, Marilan e Visconti/ Pandurata Alimentos), que foram à ISM 2014 sob a coordenação da Associação Nacional das Indústrias de Biscoitos (ANIB). Balas Boavistense, Candy Pop e Florestal Alimentos expuseram individualmente.

Produtos típicos e aumento dos negócios

Presente na feira há quase três décadas as empresas brasileiras promoveram degustações e apresentaram ao mercado internacional a qualidade e diversidade de produtos com sabores típicos e exclusivos do país. Mais de 60 novidades do Brasil foram lançadas no evento. “Cada vez mais vamos investir em trazer as novidades que atendam a curiosidade mundial e mostrem a grandiosidade do país em qualidade”, enfatiza Rodrigo Solano, gerente de exportação da ABICAB.

De acordo com dados da Apex-Brasil, entre negócios fechados e vendas a se concretizar nos próximos 12 meses, as 19 empresas brasileiras que participaram da feira em Colônia, através do projeto Sweet Brasil, totalizaram volume de receitas de US$ 24 milhões, um crescimento de 8,3% em relação aos negócios da ISM 2013, que somaram US$ 22 milhões.

“Estamos felizes com os resultados da feira, conseguimos fechar contratos para venda de produtos novos em dois mercados e, graças à atenção que esses produtos típicos despertaram na mídia internacional, estamos com fortes possibilidades de abertura de novos e importantes mercados”, diz Solange Isidoro, gerente de exportação da Embaré.

Expositora do evento desde 1990, a Embaré criou uma linha especial de caramelos de frutas brasileiras em embalagens de algodão, com desenhos em serigrafia típicos do Nordeste do país. “Nosso objetivo foi durante muitos anos angariar novos distribuidores, o que ainda fazemos mas, hoje, a ISM representa para nós um ponto de encontro com nossos distribuidores, organização de objetivos para o ano que se inicia, perspectivas e novas tendências. Conseguimos distribuição em aproximadamente 40 países através de nossas participações na feira”, completa a executiva.

A próxima edição da ISM já está agendada e acontecerá de 1 a 4 de fevereiro de 2015, em Colônia, na Alemanha.

Informações sobre a ISM no: www.ism-cologne.com

Sobre a Koelnmesse: maior promotora mundial de Feiras de Bens de Consumo do mundo, a Koelnmesse tem em seu calandário, na cidade de Colônia, na Alemanha, 12 feiras líderes mundiais: ISM, Anuga, Anuga FoodTech, IDS, Orgatec, IMM, Living Kitchen, Spoga Gafa, Spoga Horse, Intermot, Eisenwarenmesse e Interzum. Com cerca 90 anos de experiência e conhecimento em exposições, o centro de eventos da Koelnmesse é hoje a principal plataforma de negócios para mais de 25 setores comerciais. A promotora alemã também desenvolve e monta novas feiras de negócios com foco regional, em várias partes do mundo, incluindo o Brasil.

Informações para a imprensa:
Isabella Marcondes – isabella@mlilas.com.br
Fabiola Malavazi – fabiola@mlilas.com.br
Tel: (11) 3258-6537
www.mlilas.com.br

 

Empresas e entidades nacionais e internacionais ligadas ao setor alimentício têm cada vez mais voltado suas atenções para a International FoodTec Brasil 2014 (IFTB), feira programada para acontecer de 5 a 7 de agosto, em Curitiba/PR. Dedicada principalmente aos setores de carnes, suínos, aves e embalagens, a IFTB estreia no país trazendo na bagagem o conceito global de feiras de negócios das promotoras Koelnmesse e Hannover Fairs Sulamérica. O evento conta com o apoio e participação das empresas Bettcher, Bremil, Cozzini Middleby, Handtmann, Incomaf, Jarvis, Linco, Multivac, New Max Industrial, Poly-Clip System, Sunnyvale, Tecmaes, Ulma Packaging e Vemag.

Também apoiam a IFTB a Associação Brasileira da Indústria de Armazenagem Frigorificada – ABIAF, Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne – ABIEC, Associação Brasileira de Embalagem – ABRE, Sindicato das Indústrias de Produtos Avícolas do Estado do Paraná – Sindiavipar, além da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de Curitiba e do Curitiba Convention & Visitors Bureau.

“Um número crescente de players do mercado internacional têm se entusiasmado com a feira. Duas marcas alemãs fornecedoras da indústria de alimentos, a CSB-System AG e a Maschinenfabrik Seydelmann KG, por exemplo, acabam de confirmar presença no evento ampliando a nossa gama de expositores de renome”, diz Valério Regente, diretor da Hannover Fairs Sulamérica. “Além disso”, continua o executivo, “as atenções internacionais para a FoodTec Brasil serão ainda maiores, uma vez que firmamos parcerias importantes com a PMMI – Associação para Embalagem e Tecnologias de Processamento, e suas feiras Pack Expo, nos Estados Unidos e no México; e com a UCIMA – Associação dos Fabricantes Italianos de Máquinas de Embalagens, que possui mais de 100 associados, entre os quais, os mais representativos fornecedores da Itália”, ressalta. De acordo com os organizadores, também garantiram recentemente espaço no evento as empresas AMFE – fornecedora holandesa de equipamentos para processamento de alimentos; AFOHEAT – empresa belga de máquinas de transferência de calor (grelhas para cozimento de carnes) e a alemã EFA-Germany – fabricante de máquinas de corte para o processamento de carnes.

Tecnologia alemã

Expositora confirmada no evento, a Seydelmann KG é uma das principais fabricantes alemãs de máquinas de processamento de alimentos, pioneira no setor há 170 anos produzindo cortadores de alta performance, moedores, misturadores e emulsificantes. De acordo com Marc Neef, gerente de vendas, a marca está presente no mercado brasileiro há várias décadas e terá na feira uma forte plataforma para a aquisição de novos contatos. “Estamos ansiosos com a realização da International FoodTec Brasil. Na ocasião teremos a oportunidade de encontrar clientes e profissionais da área, para a apresentação de novidades e troca de opiniões sobre como melhorar ainda mais a qualidade da produção da carne”, diz o gerente de vendas. Segundo ele, a Seydelmann trará para a IFTB seus mais recentes avanços tecnológicos: “vamos mostrar o nosso sistema de corte e emulsificação, que garante à indústria alimentícia isenção total de contaminação do alimento por partículas de metal. Também estará em destaque um picador automático especial, que reduz o esforço no processamento de carnes, independente de consistência e temperatura”, adianta.

Outra alemã presente na feira, a CSB – System Ag, consultoria de negócios com soluções em Tecnologia da Informação para a indústria alimentícia, apresentará no evento o CSB BusinessWare ©. Trata-se de um software de alto desempenho para o controle integrado de todos os processos envolvidos na gestão de produtos, desde a aquisição e produção, passando pelas vendas, até a rastreabilidade e padrão de qualidade.

Parcerias e apoios estratégicos

“A estreia da International FoodTec no Brasil, em 2014, é uma iniciativa positiva, que leva em consideração o peso do País como importante fornecedor de alimentos, principalmente na área de carnes”, afirma Rui Vargas, presidente da Associação Brasileira da Indústria Produtora e Exportadora de Carne Suína – ABIPECS, que apoia o evento. Dados da associação mostram que nos últimos 15 anos, o Brasil aumentou em mais de 600% as exportações e em 40% a produção de carne suína. O País está presente em 69 mercados e é hoje o quarto maior produtor e exportador mundial do produto. De acordo com Vargas, em 2013 as exportações de carne suína devem atingir cerca 540 mil toneladas, com queda de 8% a 10% em relação ao ano anterior. Para 2014, a estimativa é que o volume exportado gire em torno de 590 mil toneladas. “Fatores positivos como a abertura do mercado do Japão, que começará a demandar mais carne suína brasileira no próximo ano; perspectiva de abertura dos mercados do México e da Coreia do Sul; retomada das vendas para a África do Sul; e manutenção dos mercados da Rússia e da Ucrânia devem contribuir para este aumento”, destaca.

Parceira de eventos que tragam conhecimentos e novas informações para as cadeias produtivas com as quais trabalha, a Embrapa Suínos e Aves – unidade descentralizada da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), ligada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – também acaba de confirmar seu apoio à International FoodTec Brasil 2014. Único centro de pesquisa nacional especializado em suínos e aves, a unidade funciona como geradora de soluções tecnológicas sustentáveis, somando várias contribuições ao setor. “Neste momento, destacam-se os avanços oferecidos em sanidade de aves e suínos, segmento importante para que o Brasil se mantenha como grande exportador”, conta Jean Vilas Boas, supervisor do Núcleo de Comunicação Organizacional da unidade. “Nossa expectativa com a feira é a melhor possível. Temos certeza que o público que comparecer à International FoodTec Brasil terá o retorno que espera”, garante.

Outra apoiadora da International FoodTec Brasil é a Fomento Paraná, instituição financeira de desenvolvimento do Governo do Estado, que vai intermediar negócios na feira. A empresa dispõe de linhas de crédito que vão até R$ 3 milhões, para financiar a aquisição de máquinas e equipamentos – nacionais ou importados – e capital de giro associado, para apoiar empreendedores de micro, pequeno e médio porte, dos setores da indústria, comércio e de serviços, em projetos de ampliação da produção e da produtividade. “A Fomento Paraná financia até 80% do valor total do investimento, desde que a empresa tenha mais de 12 meses de atuação no mercado e que o equipamento importado não esteja quitado e internalizado no Brasil”, explica Alexandre Teixeira, diretor de Mercado e Relações Institucionais. Segundo ele, além de fornecer apoio institucional ao evento, a Fomento Paraná instalará um escritório móvel no ambiente da feira, com analistas especializados que poderão orientar empreendedores interessados em adquirir os equipamentos e seus fornecedores, que terão conhecimento prévio desta parceria e das condições dos financiamentos.

Juraci Barbosa, diretor-presidente da Fomento Paraná, ressalta que a International FoodTec Brasil atrairá a Curitiba grandes marcas, fornecedores tradicionais e novos players desse mercado, que está em constante evolução. “A feira representa uma excelente oportunidade para os empreendedores paranaenses terem contato e acesso a novas tecnologias e equipamentos nacionais e estrangeiros. Por sua vez, o Expo Unimed e a cidade de Curitiba também são uma excelente escolha para a estreia da feira. A imagem da cidade está associada à inovação e à modernidade e Curitiba está estrategicamente situada entre os principais mercados produtores e consumidores de alimentos no País e também no bloco do Mercosul, o que representa um fator favorecedor da realização de negócios”, finaliza.

Serviço:
International FoodTec Brasil
De 5 a 7 de agosto de 2014 – Expo Unimed – Curitiba/PR
Informações: www.foodtecbrasil.com.br e www.worldcapitaloffood.com
Aquisição de espaços com desconto até 31/12/2013

Informações para a imprensa:
MLilás Marketing, Comunicação e Eventos
Isabella Marcondes – isabella@mlilas.com.br
Fabiola Malavazi – fabiola@mlilas.com.br
Tel: (11) 3258-6537
www.mlilas.com.br

logo IFTB
De 5 a 7 de agosto de 2014 a cidade de Curitiba – PR receberá a primeira edição da International FoodTec Brasil, evento que conta com o know-how da Koelnmesse – organizadora de feiras alemã de status global consagrada por apresentar o que há de mais avançado em tecnologia, produtos e soluções do mundo inteiro. Realizada no Expo Unimed, a feira abrangerá toda a cadeia de fornecimento para a indústria alimentícia, com ênfase nos setores de carnes, aves, peixes e queijos.

  “A busca pelo diferencial competitivo incentiva cada vez mais indústrias do mundo inteiro a investir em tecnologias inovadoras, que beneficiem diretamente os consumidores e, por outro lado, também garantam à indústria maior eficiência produtiva, redução de custos e incremento de produção sustentáveis”, diz Denis Steker, Vice-Presidente Internacional de Feiras da Koelnmesse, promotora do evento em conjunto com a Hannover Fairs Sulamérica. “E é justamente este caráter inovador e com foco nos negócios que tem atraído empresas e decisores de diversas regiões do País interessados em participar da primeira edição da International FoodTec Brasil”, completa o executivo.

Expansão de negócios

Principal centro financeiro do País, dotado do maior e mais completo parque industrial nacional e responsável por mais de 30% do PIB brasileiro, o Estado de São Paulo estará representado na International FoodTec Brasil 2014 por empresas da capital e do interior paulista, que consideram o perfil inovador da feira e a região Sul do País, estratégicos para a expansão de seus negócios. Esse é o caso da paulistana Klippa, no mercado desde 2010, e que atua na comercialização de ferramentas de corte para indústrias de processamento de aves, bovinos e suínos. “O evento é organizado por empresas renomadas no mercado internacional, o que deixa expositores e visitantes com a certeza de que teremos uma grande feira. Além disso, Curitiba é uma cidade estratégica para o nosso segmento, pois possui uma boa infraestrutura e está próxima do Oeste Catarinense, região de grande concentração de frigoríficos”, explica Joaquim Aguiar, sócio-diretor da empresa.

Há 40 anos no segmento de máquinas e equipamentos para o setor frigorífico, a Ibrasmak , com sede em Ribeirão Pires – SP, é outra empresa que aposta no evento para incremento de seus negócios. “Feiras setoriais representam grandes possibilidades de negócios para a indústria de bens de capital e, com a International FoodTec Brasil estrategicamente sediada em Curitiba, essas possibilidades aumentam”, diz Carlos Coianiz Jr., gerente comercial. Hans Lang, diretor da Busch do Brasil, faz coro junto aos demais expositores paulistas sobre a relevância da feira para sua empresa: “a escolha de Curitiba foi ótima devido a sua localização e mobilidade. A região Sul é muito importante pois apresenta uma grande gama de empresas do setor alimentício fundamentais para o grupo Busch”, ressalta o executivo. A Busch é um dos maiores fabricantes de bombas de vácuo e sopradores do mundo. Presente em 44 países e com 50 anos de experiência, a empresa está ha 14 anos no Brasil, baseada no município de Jarinú – SP, onde possui a mais moderna fabrica do grupo.

Momento oportuno

As empresas expositoras da International FoodTec Brasil também avaliam que a feira faz sua estreia no País num contexto de mercado positivo para o setor alimentício. ” A FoodTec Brasil chega em momento oportuno tendo em vista a demanda crescente no segmento frigorífico. A contribuição da feira será decisiva no que tange a divulgação do potencial das empresas envolvidas nos processos industriais que, certamente, trarão soluções técnicas importantes para o incremento do segmento”, analisa André Trama, gerente de operações da Jarvis, fabricante de equipamentos para corte e desossa na indústria frigorífica, com mais de 100 anos de tradição, sediada em Campinas – SP.

Também com tradição secular, a Cozzini, baseada na capital paulista e com 105 anos de know-how na construção de máquinas e sistemas para a produção de alimentos à base de carne, aposta no cenário favorável para a realização da feira. “A International FoodTec Brasil chega em um momento muito importante de nossa economia, pois o País está em franco desenvolvimento. Nossa empresa tem a capacidade de fornecer sistemas completos para a produção de alimentos à base de carne e panificação e atualmente faz parte do grupo Middleby, o qual agrega marcas conhecidas como Alkar, Armor Inox, Danfotech, Drake, Maurer-Atmos, MP Equipment, Rapidpak, Auto-Bake, Baker e Stewart Systems and Spooner Vicars”, destaca Jairo Brandão, diretor de vendas.

Novos conceitos e soluções tecnológicas

Apresentar novos conceitos e soluções tecnológicas é um dos objetivos da New Max na feira. Há 12 anos no mercado e referência nacional na produção de aditivos e ingredientes para a indústria alimentícia, o grupo, com sede em Americana – SP, é composto também pelas divisões de equipamentos e foodservice. “O mercado alimentício cresceu fortemente nos últimos anos e um dos diferenciais da New Max é a capacidade em inovar e buscar soluções que agreguem praticidade aos clientes. Com a participação na feira queremos aumentar a visibilidade da empresa na região Sul e fortalecer a relação com atuais e potenciais clientes”, diz Daniel Francisco de Souza, diretor.

Adalberto A. Perez, diretor-presidente da Tecmaes, de Ourinhos – SP, destaca que um dos fatores mais atrativos da feira é o seu caráter internacional e o know how da Anuga, “uma das maiores feiras do mercado nesse segmento”. Perez conta que há 22 anos a empresa iniciou suas atividades atuando no segmento de aves. Posteriormente entrou também no segmento de suínos, bovinos e alimentícios em geral e, nos últimos cinco anos, desenvolve mais de 40 modelos de rotuladoras e aplicadores de rótulos e etiquetas. “Durante a International FoodTec Brasil 2014 esperamos acrescentar experiências através de contatos com novas empresas, principalmente internacionais”, finaliza.

Além da Klippa, Ibrasmak, Busch do Brasil, Jarvis, Cozzini Middleby, New Max e Tecmaes, as empresas paulistas Bettcher do Brasil, Incomaf, Multivac, Poly-Clip System, Sunnyvale e Ulma Packaging também já garantiram presença na feira. Instituições como a Associação Brasileira da Indústria de Armazenagem Frigorificada – ABIAF, Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne – ABIEC, Associação Brasileira de Embalagem – ABRE e Associação Brasileira da Indústria Produtora e Exportadora de Carne Suína – ABIPECS, além da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de Curitiba e do Curitiba Convention & Visitors Bureau apoiam o evento.

Sobre a Koelnmesse : Com mais de 80 anos de experiência e conhecimento em exposições, o centro de eventos da Koelnmesse é o principal local de feiras de negócios para mais de 25 setores comerciais. Para ajudar a globalizar seus negócios, a Koelnmesse também desenvolve e monta novas feiras de negócios com foco regional em várias partes do mundo. Como organizadora do maior evento de tecnologia alimentícia do mundo, a Koelnmesse tem o compromisso de tornar a International FoodTec Brasil o mais importante evento de tecnologia de embalagem e processamento de alimentos do Brasil.

Sobre a Hannover Fairs Sulamérica (HFSA): Subsidiária da Deutsche Messe AG – maior promotora de feiras do mundo -, a HFSA planeja e organiza feiras de negócios internacionais no Brasil. A HFSA trabalha com diversos parceiros nacionais e internacionais, como associações, órgãos governamentais e grandes expositores que utilizam feiras de negócios B2B como porta de entrada no mercado brasileiro. Ao longo dos anos, a HFSA criou novos conceitos, lançou eventos personalizados e gerenciou feiras de negócios para terceiros. A HFSA é a coorganizadora no Brasil, da Koelnmesse, para a realização da International FoodTec 2014.

Serviço:
International FoodTec Brasil
De 5 a 7 de agosto de 2014 – Expo Unimed – Curitiba/PR
Informações: www.foodtecbrasil.com.br e www.worldcapitaloffood.com
Aquisição de espaços com desconto até 31/12/2013

Informações para a imprensa:
MLilás Marketing, Comunicação e Eventos
Isabella Marcondes – isabella@mlilas.com.br
Fabiola Malavazi – fabiola@mlilas.com.br
Tel: (11) 3258-6537
www.mlilas.com.br

Impressionen von der Anuga FoodTec 2012, Halle 7

Legenda Foto: Panorâmica da Anuga FoodTec realizada no ano passado, em Colônia, na Alemanha, e que terá versão para o mercado brasileiro, de 5 a 7 de agosto, em Curitiba – PR / CRÉDITO: Divulgação/Koelnmesse

A indústria alimentícia brasileira segue como uma das mais representativas da economia nacional, responsável por produtos que equivalem a 9,5% do PIB do País. E, mesmo em épocas de certa turbulência no cenário econômico, setores como os de produção e processamento de alimentos registram números de crescimento. Entre julho de 2012 e junho deste ano, as vendas internacionais especificamente do agronegócio brasileiro ultrapassaram, pela primeira vez na história, a cifra dos US$ 100 bilhões anuais. O Brasil exportou o montante de US$ 100,61 bilhões em produtos agropecuários, o que representou crescimento de 4,2%, no comparativo com o mesmo período anterior, segundo dados da Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SRI/Mapa). O uso de soluções tecnológicas que permitam uma produção de alta qualidade com redução de custos e matérias-primas se apresentam como um dos investimentos mais importantes e estratégicos para este setor. É nesse cenário que se dá a estreia da International FoodTec Brasil 2014 powered by Anuga.

Por iniciativa de 14 empresas líderes em tecnologia de alimentos, nacionais e internacionais, que confirmaram a participação na primeira edição do evento no País, a promotora alemã Koelnmesse, em parceria com a Hannover Fairs Sulamérica, realiza a International FoodTec Brasil, de 5 a 7 de agosto de 2014, no Expo Unimed, em Curitiba – PR. “Em um estreito diálogo com fornecedores líderes de tecnologia no Brasil, queremos criar uma plataforma de mercado específica para atender as exigências e interesses de expositores e visitantes nacionais e internacionais”, afirma Denis Steker, Vice-Presidente Internacional de Feiras da Koelnmesse.

Time de peso e know how internacional
A Koelnmesse traz em sua trajetória uma reputação incontestável como promotora de feiras, sobretudo na área de ciência e tecnologia alimentar, com seus principais eventos internacionais liderados pela Anuga – maior e mais importante feira de negócios do mundo para este setor, que acontece a cada dois anos em Colônia, na Alemanha. Nesta trajetória, para uma bem sucedida implementação da International FoodTec Brasil, a Koelnmesse conta com a experiência da Hannover Fairs Sulamérica (HFSA), filial da Deutsche Messe no Brasil, responsável por acompanhar o novo projeto da feira como parceiro local. “Com esta parceria, ratificamos ainda mais o nosso compromisso em trazer ao País o melhor em novas tecnologias e conhecimentos para segmentos estratégicos, nos ambientes de feiras e eventos, que são a nossa expertise”, destaca Constantino Bäumle, diretor da HFSA.

As promotoras parceiras contam ainda, com o time de 14 empresas apoiadoras, que são também os primeiros expositores confirmados para o evento em 2014. São elas: Bettcher, Bremil, Cozzini Middleby, Handtmann, Incomaf, Jarvis, Linco, Multivac, New Max Industrial, Poly-Clip System, Sunnyvale, Tecmaes, Ulma Packaging e Vemag. Instituições como a Associação Brasileira da Indústria de Armazenagem Frigorificada – ABIAF, Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne – ABIEC, Associação Brasileira de Embalagem – ABRE e Associação Brasileira da Indústria Produtora e Exportadora de Carne Suína – ABIPECS, além da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de Curitiba e do Curitiba Convention & Visitors Bureau apoiam o evento.

Player mundial
O Brasil é no momento o segundo maior produtor de carne bovina e o terceiro maior produtor de aves do mundo. Dados da ABIEC mostram que o País manteve os números recordes de exportação de carne bovina no primeiro semestre deste ano, ultrapassando a marca de US$ 3 bilhões em faturamento, valor 13,6% superior ao de 2012, que foi de US$ 2,641 bilhões. Em volume, segundo a associação, os resultados do período também foram bastante positivos, registrando um crescimento de 21%, subindo de 557,3 mil toneladas nos seis primeiros meses do ano passado para 674,7 mil toneladas em 2013.

O Brasil lidera, ainda, o ranking de grandes exportadores de aves e seus produtos derivados, sendo um dos grandes players não só no que se refere ao processamento de carne, mas também como produtor e exportador de laticínios. O País é também o quinto maior mercado de comércio de alimentos e matérias-primas renováveis. “Para completar este cenário potencial, Curitiba, como capital da quarta maior região econômica do Brasil e centro industrial de processamento de carnes é a escolha ideal como local para a realização da International FoodTec Brasil 2014″, diz Steker. Com este evento, segundo ele, a Koelnmesse expande sistematicamente seu forte engajamento pelo setor alimentício e, junto à edição do evento no Brasil, soma 21 feiras especializadas no setor, em seis países.

Sobre a Koelnmesse: Com mais de 80 anos de experiência e conhecimento em exposições, o centro de eventos da Koelnmesse é o principal local de feiras de negócios para mais de 25 setores comerciais. Para ajudar a globalizar seus negócios, a Koelnmesse também desenvolve e monta novas feiras de negócios com foco regional em várias partes do mundo. Como organizadora do maior evento de tecnologia alimentícia do mundo, a Koelnmesse tem o compromisso de tornar a International FoodTec Brasil o mais importante evento de tecnologia de embalagem e processamento de alimentos do Brasil.

Sobre a Hannover Fairs Sulamérica (HFSA): Membro do Deutsche Messe Group – maior promotor de feiras do mundo, a HFSA planeja e organiza feiras de negócios internacionais no Brasil. A HFSA trabalha com diversos parceiros nacionais e internacionais, como associações, órgãos governamentais e grandes expositores que utilizam feiras de negócios B2B como porta de entrada no mercado brasileiro. Ao longo dos anos, a HFSA criou novos conceitos, lançou eventos personalizados e gerenciou feiras de negócios para terceiros. A HFSA é a coorganizadora no Brasil, da Koelnmesse, para a realização da International FoodTec 2014.

International FoodTec Brasil
Curitiba, 5 a 7 de agosto de 2014
www.foodtecbrasil.com.br
www.worldcapitaloffood.com

Informações para a imprensa:
MLilás Marketing, Comunicação e Eventos
Isabella Marcondes – isabella@mlilas.com.br
Fabiola Malavazi – fabiola@mlilas.com.br
Tel: (11) 3258-6537
www.mlilas.com.br

Da esquerda para a direita: Fernando Sampaio, diretor executivo da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (ABIEC); Denis Steker, Vice-Presidente Internacional de Feiras da Koelnmesse, realizadora da Anuga; Edson Bittencourt, diretor superintendente da Bettcher do Brasil; e Constantino Baümle, diretor da Hannover Fairs Sulamérica. Crédito: Divulgação/ITFB

Da esquerda para a direita: Fernando Sampaio, diretor executivo da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (ABIEC); Denis Steker, Vice-Presidente Internacional de Feiras da Koelnmesse, realizadora da Anuga; Edson Bittencourt, diretor superintendente da Bettcher do Brasil; e Constantino Baümle, diretor da Hannover Fairs Sulamérica.
Crédito: Divulgação/ITFB

Lançada oficialmente nesta quarta-feira, 14 de agosto de 2013, a International FoodTec Brasil (IFTB) powered by Anuga tem estreia marcada no País entre os dias 5 e 7 de agosto de 2014, em Curitiba – PR. A IFTB representa o anseio das empresas fornecedoras de tecnologia por um evento de padrão internacional para o setor no Brasil. “A ideia de trazer uma nova feira surgiu por iniciativa das empresas desse segmento. Tanto que são elas que compõem o grupo de expositores que já confirmaram presença na IFTB. A Anuga, por seu reconhecimento mundial, possui a experiência e o profissionalismo indispensáveis para contemplar essa expectativa”, afirma Denis Steker, Vice-Presidente Internacional de Feiras da Koelnmesse, realizadora da Anuga. As empresas mencionadas pelo executivo são: Bettcher, Bremil, Cozzini Middleby, Cryovac Food Packaging & Food Solutions, Handtmann, Incomaf, Intercasing, Jarvis, Kraki – Kienast & Kratschmer, Linco, Multivac, New Max Industrial, Poly-Clip System, Sunnyvale, Tecmaes, Ulma Packaging, Vemag, Viscofan.

“Nossa expectativa é encontrar uma feira de negócios altamente profissional, organizada pela experiente equipe da Koelnmesse com a colaboração dos organizadores locais. O know-how da Anuga será transferido da Alemanha para o Brasil para atrair os principais fornecedores de tecnologia e, consequentemente, o maior número de visitantes e tomadores de decisão de alto nível”, explica Michael Teschner, diretor da Multivac, fabricante de máquinas para embalagens a vácuo e atmosfera modificada. Teschner destaca ainda que a localização escolhida facilita o acesso para a visitação: “Curitiba possui infraestrutura adequada, é uma cidade que ainda não tem tantos problemas de trânsito como São Paulo e, por fim, mas não menos importante, grande parte da indústria alvo está sediada na região Sul”, avalia.

“Enxergarmos que ao redor da região geográfica de Curitiba, se formou o maior polo de tomadas de decisão do setor de proteína animal dentro do Brasil”, comenta José Segovia, diretor da multinacional espanhola Ulma. O executivo mostra confiança na participação da empresa na IFTB. “Buscamos uma feira que garanta a maior projeção possível de nossas marcas, oferecendo aos visitantes condições de acesso e o melhor ‘leque de opções’ de expositores”. Com forte atuação nos setores cárneo, avícola e lácteo, entre outros, a Ulma é fabricante de máquinas de empacotamento e robôs de carga e descarga. A empresa atua também em projetos turnkey de automação sendo responsável pelo processo desde o produto primário até a paletização.

De acordo com Marco Magolbo, diretor da Handtmann, que oferece soluções em processamento de carnes e alimentos, as principais empresas fornecedoras de equipamentos, processos e serviços para o setor de proteínas da carne já confirmaram presença na feira. “O mercado alimentício formado por pequenas, médias e grandes empresas, com técnicos, consultores, investidores e compradores, além dos visitantes internacionais, encontrarão na IFTB a mais completa e moderna linha de produtos e itens de interesse, num ambiente com infraestrutura adequada e de fácil acesso”, resume Magolbo.

Para Rodney Kaiser, diretor da Poly-Clip System, produtora de equipamentos e sistemas para o acondicionamento e fechamento de embalagens, a escolha do local é também um fator decisivo para o sucesso da feira. “Além de Curitiba ser o lugar ideal para esse novo evento, a infraestrutura da cidade será de grande importância para muitos visitantes”, enfatiza.

Público especializado e visibilidade internacional

A possibilidade de maior visibilidade internacional é também mais um atrativo do novo evento, conforme ressalta Marco Prado, diretor da Linco Food Systems, empresa de origem Dinamarquesa, que oferece soluções para o processamento industrial de aves. “O segmento de feiras e eventos cresceu muito no País e a realização da IFTB, sob a credibilidade da Anuga, é muito importante para atrair visitantes locais e também do exterior, principalmente do Mercosul”, diz.

Kleber Dreux Miranda, diretor Comercial da Sunnyvale conta que a empresa investe constantemente na participação em feiras: “entendemos que essa é a melhor maneira para estar em contato direto com o mercado comprador e, para a IFTB, participaremos com essa mesma visão e esperamos que os visitantes prestigiem o evento e entendam que está nascendo no Brasil mais uma grande feira que beneficiará todo o setor”, complementa. A Sunnyvale atua há 35 anos na comercialização, fabricação e distribuição de equipamentos para codificação industrial, inspeção de produtos acabados, equipamentos para embalagens, e robôs de paletização.

“Com essa nova feira de negócios esperamos ter a oportunidade de interagir com um público maior e mais especializado, principalmente no setor de carnes”, finaliza Edson Bittencourt, diretor superintendente da Bettcher do Brasil, fornecedora de máquinas para processamento de alimentos.

Sobre a Koelnmesse: Com mais de 80 anos de experiência e conhecimento em exposições, o centro de eventos da Koelnmesse é o principal local de feiras de negócios para mais de 25 setores comerciais. Para ajudar a globalizar seus negócios, a Koelnmesse também desenvolve e monta novas feiras de negócios com foco regional em várias partes do mundo. Como organizadora do maior evento de tecnologia alimentícia do mundo, a Koelnmesse tem o compromisso de tornar a International FoodTec Brasil o mais importante evento de tecnologia de embalagem e processamento de alimentos do Brasil.

Sobre a Hannover Fairs Sulamérica (HFSA): Membro do Deutsche Messe Group – maior promotor de feiras do mundo, a HFSA planeja e organiza feiras de negócios internacionais no Brasil. A HFSA trabalha com diversos parceiros nacionais e internacionais, como associações, órgãos governamentais e grandes expositores que utilizam feiras de negócios B2B como porta de entrada no mercado brasileiro. Ao longo dos anos, a HFSA criou novos conceitos, lançou eventos personalizados e gerenciou feiras de negócios para terceiros. A HFSA é a coorganizadora no Brasil, da Koelnmesse, para a realização da International FoodTec Brasil 2014.

International FoodTec Brasil Curitiba, 5 a 7 de agosto de 2014

www.foodtecbrasil.com.br
www.worldcapitaloffood.com

Informações para a imprensa:
M Lilás Marketing, Comunicação e Eventos
Isabella Marcondes – isabella@mlilas.com.br
Fabiola Malavazi – fabiola@mlilas.com.br
Clarissa Olivares – jornalismo1@mlilas.com.br
Tel: (11) 3258-6537

Adobe Photoshop PDFA Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) marcará presença na BITS- Business IT South America, de 14 a 16 de maio, na capital gaúcha. Representada pelo Núcleo de Apoio à Gestão da Inovação (NAGI) e pelo Parque Científico e Tecnológico (Tecnopuc), a PUCRS ocupará o estande D21 na feira.

Durante o evento, o destaque será o lançamento do Ciclo de Inovação – Programa de Gestão da Inovação para empresas de TIC do Rio Grande do Sul, financiado pela FINEP (Agência Brasileira da Inovação). “O lançamento do Ciclo da Inovação na BITS 2013 é uma ótima oportunidade para as empresas conhecerem e tirarem dúvidas sobre objetivos, etapas e forma de participação neste Programa, que oferece, por meio de diagnóstico, capacitação e assessoria, possibilidades de desenvolvimento da gestão da inovação nas empresas de TIC do RS”, explica Ionara Rech, coordenadora do Núcleo.

O lançamento acontecerá no segundo dia da BITS, 15 de maio, às 10h, no Centro de Eventos da FIERGS. A programação contará com palestra sobre o Cenário do Mercado de TIC, case de Gestão da Inovação Thoughtworks e apresentação do Projeto Ciclo da Inovação. Para participar, basta confirmar presença até dia 13 de maio pelo e-mail: nagi@pucrs.br

Serviço:
Lançamento do Ciclo de Inovação
Programa de Gestão da Inovação para empresas de TIC do RS

Data e horário: 15 de maio de 2013, quarta-feira, às 10h

Local: Centro de Eventos da FIERGS, Av. Assis Brasil, 8787, 2º andar, sala 201 – Oeste.

Inscrições: até o dia 13/05 pelo e-mail: nagi@pucrs.br

Informações: NAGI – 51 3320 – 3665 ou 3353 4830

EVENTO GRATUITO E VAGAS LIMITADAS

Sobre a BITS

A BITS – Business IT South America é promovida pela Deutsche Messe AG – maior promotora de feiras do mundo – por meio de sua subsidiária no Brasil, a Hannover Fairs Sulamérica, e pela Federação e Centro das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS/CIERGS). A edição 2013 conta com patrocinadores como a TOTVS (www.totvs.com), Sebrae – Serviço Brasileiro de Apoio as Micro e Pequenas Empresas(www.sebrae.com.br), GETNET (www.getnet.com.br), Banrisul(www.banrisul.com.br ), Governo do Estado do
Rio Grande do Sul (www.rs.gov.br ) e apoio da Prefeitura de Porto Alegre (www2.portoalegre.rs.gov.br).

Em suas duas primeiras edições, a feira já contou com a participação de 390 expositores de 22 países (África do Sul, Alemanha, Argentina, Bolívia, Brasil, Bulgária, Canadá, China, Colômbia, Coréia do Sul, Espanha, Estados Unidos, Hungria, Índia, Malta, México, Paraguai, Peru, Portugal, Romênia, Suíça e Taiwan) e 21.170 visitantes e profissionais do setor de tecnologia da informação e comunicação. Foram US$ 23 milhões em negócios gerados nos Encontros Al-Invest (rodadas de negócios) e 2.000 participantes das Global Conferences, congresso oficial da feira com palestrantes internacionais.

A BITS 2013 será realizada de 14 a 16 de maio, no Centro de Eventos FIERGS, em Porto Alegre – RS e com os seguintes setores de exposição: Business TI e infraestrutura de TI; Bancos e finanças; Comunicações B2B; Internet 2.0; Navegação, Transportes e Logística; Setor Público; Conferências; Distribuição e revendas; Telecom e mobile; Software e serviços. Em conjunto com a exposição, a programação integrada à BITS terá como foco finanças, governo, indústria, varejo e telecomunicações.

Informações sobre a BITS 2013 em www.bitsouthamerica.com.br
Facebook: www.facebook.com/bitsouthamerica

ASSESSORIA DE IMPRENSA BITS 2013

Organização do evento e empresas expositoras:
Isabella Marcondes – isabella@mlilas.com.br
Fabiola Malavazi – fabiola@mlilas.com.br
11 3258-6537
M Lilás Marketing, Comunicação e Eventos
www.mlilas.com.br

Atividades paralelas Global Conferences, CIO Project e Business Matchmaking:
Grazieli Gotardo – assessoria@reversocomunicacao.com.br
Fabio Jacques – imprensa@reversocomunicacao.com.br
51-3779-7958 / 51-9162-0568
Reverso Comunicação Integrada
www.reversocomunicacao.com.br

logo quanam fondo ngrConsultoria especializada em soluções de Negócio baseadas em projetos Oracle, a uruguaia Quanam (do latim: de qual maneira, por qual caminho) apresentará de 14 a 16 de maio, durante a BITS – Business IT SOUTH AMERICA, em Porto Alegre – RS, soluções de FIA (Fraud Intelligence Analysis), com exemplos inicialmente orientados a seguradoras. “Tratam-se de soluções integradas por componentes de Business Analytics incluindo ferramentas de Business Intelligence e de Predictive Analytics, combinados com workflows de Enterprise Content Management para o processamento de casos de fraudes. Contam ainda com a aplicação de poderosas ferramentas de detecção gráfica de fraudes e delitos utilizadas em operações de impacto mundial e também no Brasil”, explica José C. Nordmann, diretor geral da empresa.

Segundo ele, a utilização desta solução em uma seguradora líder do mercado sul-africano permitiu que a companhia atingisse resultados impactantes como ROI (Return on Investiment ou retorno sobre o investimento) de 244%, Payback (prazo de recuperação do investimento) de 3,7 meses e benefícios médios anuais da ordem dos US$ 4 milhões. Além destas soluções a Quanam também apresentará na feira ferramentas e experiências de extração de informação provenientes das redes sociais para análise preditiva (Social Media Analytics), aplicadas aos negócios, à política e à Administração Pública.

“Consideramos a BITS uma das principais feiras de Tecnologia da Informação do Brasil e da América Latina, e esperamos manter contatos com as diversas empresas e instituições visitantes do evento”, diz Nordmann.

Potencial brasileiro

Há 10 anos no mercado nacional, com escritórios em São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre, o faturamento da Quanam no País é o segundo do grupo. E, de acordo com Nordmann, “em função das possibilidades do mercado e da taxa de crescimento a expectativa é que em menos de dois anos o Brasil ocupe o primeiro lugar em faturamento na grupo”. Além do Brasil,  a Quanam possui escritórios e operações na Argentina, Chile, Colômbia, Estados Unidos, México, Peru e Uruguai.

“Nosso capital estrutural inclui metodologias que permitem executar projetos em modalidade remota ou parcialmente remota, o que nos permite atender satisfatoriamente clientes em todo o território nacional, e em vários outros países. No Brasil  planejamos continuar a expansão de nossa rede física de escritórios acompanhando o desenvolvimento dos negócios que crescem aceleradamente nas regiões Sul e Centro- Oeste, incluindo Brasília”, prevê o executivo.

Sobre a BITS

A BITS – Business IT South America é promovida pela Deutsche Messe AG – maior promotora de feiras do mundo – por meio de sua subsidiária no Brasil, a Hannover Fairs Sulamérica, e pela Federação e Centro das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS/CIERGS). A edição 2013 conta com patrocinadores como a TOTVS (www.totvs.com), Sebrae -  Serviço Brasileiro de Apoio as Micro e Pequenas Empresas(www.sebrae.com.br), GETNET (www.getnet.com.br), Banrisul(www.banrisul.com.br ), Governo do Estado do

Rio Grande do Sul (www.rs.gov.br ) e apoio da Prefeitura de Porto Alegre (www2.portoalegre.rs.gov.br).

Em suas duas primeiras edições, a feira já contou com a participação de 390 expositores de 22 países (África do Sul, Alemanha, Argentina, Bolívia, Brasil, Bulgária, Canadá, China, Colômbia, Coréia do Sul, Espanha, Estados Unidos, Hungria, Índia, Malta, México, Paraguai, Peru, Portugal, Romênia, Suíça e Taiwan) e 21.170 visitantes e profissionais do setor de tecnologia da informação e comunicação. Foram US$ 23 milhões em negócios gerados nos Encontros Al-Invest (rodadas de negócios) e 2.000 participantes das Global Conferences, congresso oficial da feira com palestrantes internacionais.

A BITS 2013 será realizada de 14 a 16 de maio, no Centro de Eventos FIERGS, em Porto Alegre – RS e com os seguintes setores de exposição: Business TI e infraestrutura de TI; Bancos e finanças; Comunicações B2B; Internet 2.0; Navegação, Transportes e Logística; Setor Público; Conferências; Distribuição e revendas; Telecom e mobile; Software e serviços. Em conjunto com a exposição, a programação integrada à BITS terá como foco finanças, governo, indústria, varejo e telecomunicações.

Informações sobre a BITS 2013 em www.bitsouthamerica.com.br

Facebook: www.facebook.com/bitsouthamerica

ASSESSORIA DE IMPRENSA BITS 2013

Organização do evento e empresas expositoras:
Isabella Marcondes – isabella@mlilas.com.br
Fabiola Malavazi – fabiola@mlilas.com.br
11 3258-6537
M Lilás Marketing, Comunicação e Eventos
www.mlilas.com.br

Atividades paralelas Global Conferences, CIO Project e Business Matchmaking:
Grazieli Gotardo – assessoria@reversocomunicacao.com.br
Fabio Jacques – imprensa@reversocomunicacao.com.br
51-3779-7958 / 51-9162-0568
Reverso Comunicação Integrada
www.reversocomunicacao.com.br

get-net-bits2013A GetNet, maior empresa da América Latina especializada no desenvolvimento e gestão de soluções em tecnologia e serviços para negócios com transações eletrônicas, acaba de confirmar sua participação na BITS – Business IT South America. A empresa é patrocinadora e também terá estande no evento voltado ao mercado de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), que realiza sua terceira edição no País,  de 14 a 16 de maio, em Porto Alegre – RS.

Atuando no conceito Full Service Provider (prestador de serviços completo), a GetNet executa 100% das atividades do ciclo operacional do negócio. A empresa possui um vasto portfólio de produtos como captura e processamento de cartões de crédito e débito, recarga de telefonia, recarga de bilhete de transporte, recarga de cartões pré-pagos, solução completa de correspondente bancário e consulta à Serasa, entre outros. Oferece também uma ampla gama de serviços, como credenciamento de estabelecimentos comerciais, treinamento, atendimento ao cliente, captura e processamento, controle de fraude, controle de risco e chargeback (cancelamento de venda feita com cartão de débito ou crédito).

Pioneirismo e inovação fazem parte do DNA da empresa, que foi percussora na virtualização do segmento de recarga de telefonia e, em parceria com o Banco Santander, teve papel fundamental na ampliação, no Brasil, do chamado mercado de adquirência – responsável pelo credenciamento de estabelecimentos comerciais, captura, processamento e liquidação das transações de débito e crédito. Outra novidade marcante da GetNet foi o lançamento da Saque e Pague, a primeira rede de autoatendimento multisserviço da América Latina. Uma solução que oferece em um único terminal produtos e serviços para a rede bancária e para o varejo, com depósitos de dinheiro e cheques sem envelopes e reciclador de cédulas.

Patrocínio e novidades na feira

Patrocinadora Bronze da BITS, a GetNet enxerga no evento uma importante plataforma de aproximação do mercado brasileiro com as novidades mundiais do setor: “a BITS é a versão sul-americana da CeBIT, a maior feira mundial do segmento de TI, e por isso consideramos esse evento um importante momento de encontro entre empresas brasileiras, europeias e latino-americanas, que proporcionam oportunidades de negócios e troca de experiências”, avalia Rubens Fernandes Gil Filho, diretor de Negócios. Além do apoio ao evento o executivo conta que a empresa terá ainda um estande na BITS, onde vai apresentar novidades em produtos e canais de captura para transações eletrônicas. “Nesse espaço vamos expor também o ATM da Rede Saque e Pague, que possui um serviço inédito no mercado brasileiro: o reciclador de cédulas. Por meio deste dispositivo, o dinheiro que entra nos terminais de autoatendimento (através de transações de depósito) é reutilizado no próprio equipamento, o que garante o reabastecimento constante para a transação de saque”, explica.

Investimentos

Investimentos na melhoria de sistemas e serviços estão constantemente entre as prioridades da empresa. Este ano, de acordo com Gil Filho, a GetNet vai investir mais de R$ 270 milhões. “Parte desses recursos será destinada para a aquisição de equipamentos POS/PINPAD (maquininhas) para o crescimento da rede em mais 300 mil novos estabelecimentos, totalizando uma base superior a 700 mil ao final de 2013″. Como destino dos investimentos em 2013 ele cita ainda: pesquisa e desenvolvimento de novas soluções de tecnologia, produtos e serviços; aquisições em tecnologia de hardware e software, em especial servidores e máquinas de autoatendimento (terminais de autoatendimento para atender instituições financeiras/varejo) e a sustentação do crescimento, qualidade e disponibilidade da operação da GetNet.

“Os constantes investimentos da GetNet em tecnologia, que incluem um novo Data Center TIER 3, expansão do parque tecnológico em infraestrutura, processos, sistemas e governança, vem resultando na mais alta disponibilidade do mercado de meios de pagamento no Brasil, mesmo em períodos de picos de vendas no varejo, como dia das mães e Natal”, ressalta o diretor de Negócios. De acordo com ele, “a qualidade dos sistemas de captura e processamento da GetNet pode ser percebida pelos milhares de estabelecimentos comerciais credenciados que utilizam a maquininha de vendas Santander GetNet, sendo reconhecida em 2012, pelo segundo ano consecutivo, como a melhor rede de captura pelo prêmio Relatório Bancário”.

Sobre a BITS

A BITS – Business IT South America é promovida pela Deutsche Messe AG – maior promotora de feiras do mundo – por meio de sua subsidiária no Brasil, a Hannover Fairs Sulamérica, e pela Federação e Centro das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS/CIERGS). A edição 2013 conta com patrocinadores como a TOTVS (www.totvs.com), Sebrae -  Serviço Brasileiro de Apoio as Micro e Pequenas Empresas(www.sebrae.com.br), GETNET (www.getnet.com.br), Banrisul(www.banrisul.com.br ), Governo do Estado do

Rio Grande do Sul (www.rs.gov.br ) e apoio da Prefeitura de Porto Alegre (www2.portoalegre.rs.gov.br).

Em suas duas primeiras edições, a feira já contou com a participação de 390 expositores de 22 países (África do Sul, Alemanha, Argentina, Bolívia, Brasil, Bulgária, Canadá, China, Colômbia, Coréia do Sul, Espanha, Estados Unidos, Hungria, Índia, Malta, México, Paraguai, Peru, Portugal, Romênia, Suíça e Taiwan) e 21.170 visitantes e profissionais do setor de tecnologia da informação e comunicação. Foram US$ 23 milhões em negócios gerados nos Encontros Al-Invest (rodadas de negócios) e 2.000 participantes das Global Conferences, congresso oficial da feira com palestrantes internacionais.

A BITS 2013 será realizada de 14 a 16 de maio, no Centro de Eventos FIERGS, em Porto Alegre – RS e com os seguintes setores de exposição: Business TI e infraestrutura de TI; Bancos e finanças; Comunicações B2B; Internet 2.0; Navegação, Transportes e Logística; Setor Público; Conferências; Distribuição e revendas; Telecom e mobile; Software e serviços. Em conjunto com a exposição, a programação integrada a BITS terá como foco finanças, governo, indústria, varejo e telecomunicações.

Informações sobre a BITS 2013 em www.bitsouthamerica.com.br

Facebook: www.facebook.com/bitsouthamerica

ASSESSORIA DE IMPRENSA BITS 2013

Organização do evento e empresas expositoras:
Isabella Marcondes – isabella@mlilas.com.br
Fabiola Malavazi – fabiola@mlilas.com.br
11 3258-6537
M Lilás Marketing, Comunicação e Eventos
www.mlilas.com.br

Atividades paralelas Global Conferences, CIO Project e Business Matchmaking:
Grazieli Gotardo – assessoria@reversocomunicacao.com.br
Fabio Jacques – imprensa@reversocomunicacao.com.br
51-3779-7958 / 51-9162-0568
Reverso Comunicação Integrada
www.reversocomunicacao.com.br

 

 

china_brazil_400O Brasil integra as economias mundiais emergentes que mais desperta interesse nos investidores internacionais. Um dos países mais interessados no mercado nacional é a China, segunda maior economia do mundo e cada vez mais engajada em internacionalizar sua produção e seus serviços. Neste contexto, a participação em um evento do porte da BITS – Business IT SOUTH AMERICA, feira-irmã da consagrada CeBIT, de Hannover, na Alemanha, mostra-se como um estratégico passo para a expansão dos negócios chineses apoiado em três importantes aspectos: visibilidade das marcas expositoras, troca de informações e conhecimentos por meio dos eventos paralelos que a feira oferece, além de uma aproximação direta com o mercado brasileiro.

A relevância da BITS para as relações Brasil/China no setor de TIC comprova-se pela presença de um pavilhão reunindo 10 empresas desse país, já confirmadas nesta edição da feira. Anpubaoguang Electronic, Beifang Office Equipment,  CE-LINK, GSAN Science & Technology, Kingnod Power, Mass Power Electronic, Ningbo, United Creation, Urovo Technology e Wenzhou Lichao Technology estarão no evento com o mesmo objetivo: buscar clientes e parceiros no Brasil para seus produtos e serviços, e ainda conquistar visibilidade de suas respectivas marcas na América do Sul.

Contando com uma sofisticada planta de cerca de 20 mil metros quadrados na cidade de Shenzhen, a Anpubaoguang Electronic (www.apbg-china.com), fundada em 1988, é fabricante de vários modelos de cabos para eletrônicos como:  cabo VGA, DB, USB, IEEE1394, A/V (incluindo HDMI / DVI e RCA), entre outros. Esses produtos e outras novidades da empresa estarão em destaque no Pavilhão da China (estande B22) na BITS 2013.

Já a Beifang Office Equipment (www.rechina.com.cn) é líder no país na fabricação de cartuchos de tinta para impressoras digitais. Fundada em 1991, a empresa atua também como fornecedora de produtos para escritório como toner e peças de reposição para impressoras a laser, copiadoras analógicas e copiadoras digitais. Em busca de novos mercados em todo o mundo, a empresa espera ganhar visibilidade no Brasil através da feira.

Especializada na fabricação e venda de acessórios e cabos USB e componentes para PCs, a CE-LINK (www.ce-link.com) fará sua estreia na feira, assim como as demais companhias chinesas na BITS 2013. No mercado de TI há 13 anos, a empresa conta com 800 funcionários em sua unidade fabril localizada em Shenzhen, uma das maiores e mais importantes cidades da China, situada na província de Guangdong, no sul do país. Durante a BITS, a CE-LINK vai destacar o novo cabo USB para iPhone5, além de diversos modelos de hub USB.

Com 15 anos de atuação, a GSAN Science & Technology (www.gsan.cn) está direcionada à pesquisa e desenvolvimento em TIC, além de produção, gestão, vendas e serviços para esse segmento. Dedicada principalmente aos terminais eletrônicos POS (do inglês: Point of Sale ou Point of Service), a empresa oferece tecnologias para registros de caixa, leitura de código de barras, impressoras, leitura de cartão magnético e outros produtos relacionados a transações comerciais. A GSAN atende principalmente empresas varejistas como supermercados, restaurantes, entre outros estabelecimentos. Também apresenta qualificação e segurança certificadas internacionalmente.

Criada em 2006, a Kingnod Power Technology (www.kingnod.com) é dedicada ao desenvolvimento, produção e comercialização de fontes de alimentação e comutação de energia. Sua linha de produtos inclui desde cabos para PCs,  até fontes de alimentação industrial e adaptadores e carregadores para celulares. Visando expandir seus negócios pelo mundo (a empresa esteve presente na CeBIT 2013, em março, na Alemanha), a Kingnod volta-se agora para a BITS, em busca de clientes na América do Sul. “Nosso princípio é oferecer produtos com a melhor relação custo-benefício e agregar valor para nossos clientes em todas as partes do mundo”, diz Qinglian Ma, gerente geral. Durante a feira no Brasil, em maio, estarão em destaque no estande da Kingnod novos acessórios para tablets,  iPads, iPhones e Power Bank (bateria externa para eletrônicos como tablets, celulares e iPads).

Também atuando no segmento de fontes de alimentação de energia, a Mass Power Electronic Limited (www.mass-power.com), em atividade desde 2008, é fabricante de componentes para computadores, tais como transformadores e carregadores de bateria. Seus produtos têm ampla possibilidade de utilização como componentes eletrônicos em eletrodomésticos e audiovisuais, entre outros inseridos em grupos de produtos de alta tecnologia. A empresa é embasada por certificados de segurança e qualidade reconhecidos nacional e internacionalmente.

Fundada em 2000, a companhia chinesa Ningbo Dongji Electronic Technology (http://nbdongji.en.ec51.com/about.html), que estará na BITS 2013, desenvolve e fabrica equipamentos eletrônicos e elétricos, além de moldes para peças eletrônicas e produtos plásticos. A empresa possui duas linhas de produtos direcionadas à exportação e uma linha de montagem global em grande escala. A companhia exporta para países como Nova Zelândia, Estados Unidos, Canadá e Rússia.

Atuando desde 2006 no desenvolvimento e fabricação de telefones móveis, a United Creation Technology – UCT (www.uctcom.cn), apresenta-se ao mercado como fornecedora OEM (Original Equipment Manufacturer – Fabricante Original de Equipamento) e ODM (Original Design Manufacturer - Fabricante de Projeto Original) de diversos produtos comercializados no segmento Mobile. “Nossas criações na área de telefonia móvel,  especialmente de smartphones, foram vendidas para vários países do mundo”, conta Michael Wu, gerente geral. Segundo ele, a UCT participa da BITS 2013 para pesquisar e desenvolver oportunidades de negócios no mercado sul-americano.

Líder em seu país na fabricação de software e hardware, a Urovo Technology  (www.urovo.com) é provedora de soluções completas e integradas em TIC, com destaque para o segmento Mobile. A empresa possui tecnologia de ponta em terminal de dados portátil, sendo este seu principal campo de atuação em desenvolvimento de produtos. Com foco tanto no âmbito industrial, quanto no de varejo, a Urovo atua no mercado de e-commerce com desenvolvimento de software de gestão, predominantemente para o setor de logística.

Uma das maiores fabricantes de máquinas para operações financeiras e terminais de operações e consultas online na China, a Wenzhou Lichao Technology (www.lcxn.com)  é  uma empresa global especializada na concepção, fabricação e comercialização desses equipamentos. A companhia desenvolve soluções de ampla utilização em agências bancárias, centros de serviços de telecomunicações, instituições governamentais, hospitais, varejo, companhias aéreas, embaixadas, entre outras, que estarão em destaque na BITS.

Sobre a BITS

A BITS – Business IT South America é promovida pela Deutsche Messe AG – maior promotora de feiras do mundo – por meio de sua subsidiária no Brasil, a Hannover Fairs Sulamérica, e pela Federação e Centro das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS/CIERGS). A edição 2013 conta com patrocinadores como a TOTVS (www.totvs.com), Sebrae -  Serviço Brasileiro de Apoio as Micro e Pequenas Empresas(www.sebrae.com.br), GETNET (www.getnet.com.br), Banrisul(www.banrisul.com.br ), Governo do Estado do

Rio Grande do Sul (www.rs.gov.br ) e apoio da Prefeitura de Porto Alegre (www2.portoalegre.rs.gov.br).

Em suas duas primeiras edições, a feira já contou com a participação de 390 expositores de 22 países (África do Sul, Alemanha, Argentina, Bolívia, Brasil, Bulgária, Canadá, China, Colômbia, Coréia do Sul, Espanha, Estados Unidos, Hungria, Índia, Malta, México, Paraguai, Peru, Portugal, Romênia, Suíça e Taiwan) e 21.170 visitantes e profissionais do setor de tecnologia da informação e comunicação. Foram US$ 23 milhões em negócios gerados nos Encontros Al-Invest (rodadas de negócios) e 2.000 participantes das Global Conferences, congresso oficial da feira com palestrantes internacionais.

A BITS 2013 será realizada de 14 a 16 de maio, no Centro de Eventos FIERGS, em Porto Alegre – RS e com os seguintes setores de exposição: Business TI e infraestrutura de TI; Bancos e finanças; Comunicações B2B; Internet 2.0; Navegação, Transportes e Logística; Setor Público; Conferências; Distribuição e revendas; Telecom e mobile; Software e serviços. Em conjunto com a exposição, a programação integrada à BITS terá como foco finanças, governo, indústria, varejo e telecomunicações.

Informações sobre a BITS 2013 em www.bitsouthamerica.com.br

Facebook: www.facebook.com/bitsouthamerica

ASSESSORIA DE IMPRENSA BITS 2013

Organização do evento e empresas expositoras:
Isabella Marcondes – isabella@mlilas.com.br
Fabiola Malavazi – fabiola@mlilas.com.br
11 3258-6537
M Lilás Marketing, Comunicação e Eventos
www.mlilas.com.br

Atividades paralelas Global Conferences, CIO Project e Business Matchmaking:
Grazieli Gotardo – assessoria@reversocomunicacao.com.br
Fabio Jacques – imprensa@reversocomunicacao.com.br
51-3779-7958 / 51-9162-0568
Reverso Comunicação Integrada
www.reversocomunicacao.com.br

 

bits 2013Advanced IT e Beelieve confirmam presença na Business IT South America (BITS), que acontecerá entre os dias 14 e 16 de maio, no Centro de Eventos da FIERGS, em Porto Alegre – RS. As empresas terão um estande na feira e participarão do CIO Project – encontro que reunirá compradores e fornecedores de TI durante a BITS 2013. “A BITS já é uma das grandes referências do mercado de Tecnologia da Informação e Comunicação e deve ser fortalecida cada vez mais nacionalmente. É muito importante a participação nesse âmbito para criar um ambiente de intercâmbio de informações e conhecimentos”, destaca Márcio Luis Miorelli, presidente da Advanced IT.

A Advanced IT (que já esteve presente na primeira edição da feira) desenvolveu, em parceria com a também gaúcha Beelieve, o aplicativo oficial da BITS 2013, construído com exclusividade para o evento, e disponível nas plataformas iOS e Android. Trata-se de uma plataforma trilíngue de compartilhamento de informações com o objetivo de orientar o público visitante para que obtenha o maior aproveitamento das oportunidades de negócios da feira e do congresso. Apresenta módulos dinâmicos onde o usuário pode navegar pelas informações (atualizadas em tempo real) e marcar atividades como favoritas para consulta posterior.

O menu conta com os seguintes itens: Minha Agenda, Feira, Congresso, Business Matchmaking, Imprensa, Hospedagem, Restaurantes, Como chegar, Configurações. Dentro destes itens, os usuários vão encontrar informações sobre as palestras e palestrantes, mapa da feira, informações de como chegar e mapa interativo, além da possibilidade de inscrever-se na Rodada de Negócios e outras funcionalidades.

O aplicativo BITS 2013 permite o compartilhamento das atividades realizadas nas redes sociais. Além disso, possui interface amigável, é aderente a tablets e smartphones e será distribuído gratuitamente através do site do evento. “A ideia é que os participantes interajam o máximo possível com as atividades que estarão ocorrendo, fazendo valer à pena o tempo que dedicaram vindo ao evento. Com a informação na palma da mão, fica mais fácil acessar aquilo que consideram mais importante”, afirma Fernando Marques Ferreira, diretor de Vendas e Marketing da Advanced IT.

Novidades in loco

Quem passar pelo estande das empresas vai encontrar novidades também por lá. Márcio Luis Miorelli avisa que a solução em gerenciamento e monitoramento remoto de banco de dados é o grande destaque. “Nós temos um trabalho de gestão e monitoramento remoto de banco de dados que será apresentado na feira. Por meio de programas instalados no sistema, conseguimos controlar continuamente e de qualquer lugar, em acesso remoto, o funcionamento do banco de dados do cliente de forma contínua. Na BITS vamos mostrar como podemos garantir a disponibilidade das bases de dados, como manter o ambiente estável e com boa performance. A estabilidade do sistema é crucial para garantir o fluxo de negócios de uma empresa e a performance é indispensável pela garantia na rapidez de resposta e de informação”, explica o executivo sobre a importância do serviço. A Advanced IT possui diversas áreas de atuação que estarão representadas no estande, como desenvolvimento de software, outsourcing e projetos de Business Intelligence (BI).

Startup especialista em desenvolvimento móvel, com vários aplicativos próprios e de clientes já publicados, a Beelieve mostrará na feira os frameworks das plataformas mobile. “O destaque  será para o ‘Cidades’, desenvolvido para fornecer aos municípios mais um meio de comunicação com a sua comunidade e divulgar de forma global os seus atrativos”, explica Daniel Dora,  diretor de negócios da Beelieve.

Sobre a BITS

A BITS é promovida pela Deutsche Messe AG – maior promotora de feiras do mundo – por meio de sua subsidiária no Brasil, a Hannover Fairs Sulamérica, e pela Federação e Centro das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS/CIERGS). A edição 2013 conta com patrocinadores como a TOTVS (www.totvs.com), Sebrae – Serviço Brasileiro de Apoio as Micro e Pequenas Empresas (www.sebrae.com.br) e a GetNet (http://www.getnet.com.br/).

Em suas duas primeiras edições, a feira já contou com a participação de 390 expositores de 22 países (África do Sul, Alemanha, Argentina, Bolívia, Brasil, Bulgária, Canadá, China, Colômbia, Coréia do Sul, Espanha, Estados Unidos, Hungria, Índia, Malta, México, Paraguai, Peru, Portugal, Romênia, Suíça e Taiwan) e 21.170 visitantes e profissionais do setor de tecnologia da informação e comunicação. Foram US$ 23 milhões em negócios gerados nos Encontros Al-Invest (rodadas de negócios) e 2.000 participantes das Global Conferences, congresso oficial da feira com palestrantes internacionais.

A BITS 2013 será realizada de 14 a 16 de maio, no Centro de Eventos FIERGS, em Porto Alegre – RS e com os seguintes setores de exposição: Business TI e infraestrutura de TI; Bancos e finanças; Comunicações B2B; Internet 2.0; Navegação, Transportes e Logística; Setor Público; Conferências; Distribuição e revendas; Telecom e mobile; Software e serviços. Em conjunto com a exposição, a programação integrada a BITS terá como foco finanças, governo, indústria, varejo e telecomunicações.

Informações sobre a BITS 2013 em www.bitsouthamerica.com.br

Facebook: www.facebook.com/bitsouthamerica

ASSESSORIA DE IMPRENSA BITS 2013

Organização do evento e empresas expositoras:
Isabella Marcondes – isabella@mlilas.com.br
Fabiola Malavazi – fabiola@mlilas.com.br
11 3258-6537
M Lilás Marketing, Comunicação e Eventos
www.mlilas.com.br

Atividades paralelas Global Conferences, CIO Project e Business Matchmaking:
Grazieli Gotardo – assessoria@reversocomunicacao.com.br
Fabio Jacques – imprensa@reversocomunicacao.com.br
51-3779-7958 / 51-9162-0568
Reverso Comunicação Integrada
www.reversocomunicacao.com.br

 

Hannover Messe 2013 supera todas as suas edições anteriores. CRÉDITO: Divulgação/ Deutsche Messe

Hannover Messe 2013 supera todas as suas edições anteriores.
CRÉDITO: Divulgação/ Deutsche Messe

“A maior feira industrial do mundo mostrou durante estes cinco dias porque é o motor da quarta revolução industrial”. Com estas palavras, Jochen Köckler, diretor da Deutsche Messe AG, organizadora da Hannover Messe – Feira Industrial de Hannover, abriu sua apresentação de  balanço do evento nesta sexta-feira (12). Ele apresentou os números (considerados recorde) do evento realizado de 8 a 12 de abril, na Alemanha, e que recebeu 6.550 expositores  e  225 mil visitantes, que passaram pelos 11 setores (feiras) distribuídos em 236 mil metros quadrados do parque de exposições de Hannover. De acordo com Köckler os números são históricos, se comparados com o ano de 2011, quando a Hannover Messe quebrou os recordes dos 10 anos anteriores, recebendo 6.333 expositores e mais de 230 mil visitantes. Não somente em quantidade (a feira ocupou todos os 25 pavilhões do complexo), mas também em qualidade, a Hannover Messe 2013 supera suas edições passadas. Este ano, de acordo com a organizadora Deutsche Messe, 93% de todos os visitantes da feira eram profissionais especializados e, em sua maioria, com poder de decisão dentro de suas empresas. Durante os cinco dias foram realizados cerca de 5 milhões de contatos de negócios.

De acordo com o executivo, tanto expositores quanto visitantes perceberam a importância do tema central deste ano, a “Indústria Integrada”. “Sintonizados com este enfoque os expositores mostraram que networking leva a mais eficiência de custos, qualidade de produto e sustentabilidade”, analisou. Com o tema “Indústria Integrada” a Hannover Messe sinalizou o foco da crescente integração entre todas as áreas industriais, desde máquinas e equipamentos, até peças e componentes de sistemas que, em breve, poderão trocar dados em tempo real. O evento foi a primeira feira de tecnologia a tratar deste novo panorama mundial que se forma: a maior interação entre os processos de produção, alavancados principalmente pela tecnologia.

Balanço positivo para os brasileiros

Empresas brasileiras e órgãos oficiais do País também retornam da Feira Industrial de Hannover com balanço positivo. Rafael Bianchini Marcussi, supervisor técnico de vendas da Indústria Metaloquímica Kels conta que teve contatos com muitas chances de concretização após o evento. “Participamos da Hannover Messe desde 2000 e todos os anos constatamos que esta é a feira mais importante do mundo quando falamos do mercado externo”, revelou o executivo, cuja empresa já exporta para mais de 20 países. “Estivemos aqui não somente para fazer prospecção de novos clientes mas, principalmente, para fazer a manutenção dos clientes que já possuímos”, explica Marcussi, acrescentando que a Alemanha é responsável por um terço do faturamento da empresa com exportações. A Kels, de Artur Nogueira (SP) fabrica, entre outros produtos, contatos elétricos para a indústria eletroeletrônica, automotiva e de telecomunicações.

Afonso Carvalho, coordenador do laboratório da Braziltec, também pôde contabilizar bons contatos na Feira Industrial de Hannover. “Tivemos algumas conversas muito positivas, com grandes possibilidades de concretizar negócios  para o fornecimento de nosso produto”, revela. A empresa de São Luiz (MA), é especializada em controle de temperatura para fornos de produtos cerâmicos e trouxe para a feira um programa “hotnet”, de monitoramento de temperatura à distância e em rede. O programa vem ao encontro do tema “Indústria Integrada”. “Este sistema permite o monitoramento constante da temperatura, em tempo real e em rede. Desta forma, o cliente pode, de sua empresa – graças a câmeras digitais – monitorar a temperatura dos fornos, de acordo com o resultado desejado e interagir com a companhia fornecedora”, esclarece o engenheiro.

O sistema “hotnet” foi desenvolvido com recursos da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Maranhão (Fapema) e possibilita, entre outras vantagens, a redução de CO2, aumento da segurança no trabalho (atualmente a medição é realizada de maneira empírica, com perigo para os técnicos) e maior acuidade na medição da temperatura, trazendo mais eficiência e reduzindo o despedício de matéria prima. O sistema já é utilizado na empresa Tanguá (MA).

Empresários do Maranhão

Pela primeira vez na Hannover Messe, a Secretaria de Estado do Desenvolvimento, Indústria e Comércio do Maranhão, SEDINC, veio à feira apoiando empresários do estado e compondo também a Missão Brasileira. Segundo Reinaldo Fernando de Jesus, assessor técnico, a SEDINC tem um plano de desenvolvimento econômico baseado em uma série de ações que visam incentivar empresas locais em nível global. “Por isso viemos à feira”, diz ele complementando que a experiência valeu à pena:  ”Tivemos a visita de vários empresários de diversas regiões demonstrando interesse pelo Estado do Maranhão”. De acordo com o assessor da SEDINC, o plano prevê investimentos da ordem de R$ 120 bilhões nos próximos 10 anos, com os quais espera gerar 250 mil empregos diretos. O Porto de Itaqui, devido à sua localização privilegiada, receberá investimentos da ordem de R$ 1,3 bilhões até 2016 para sua modernização. Entre os atrativos para a instalação de empresas no estado ele cita, por exemplo, a redução da carga de ICMS em até 75% ao longo de 15 a 20 anos e a construção e locação de condomínios industriais. “O Maranhão já possui nove distritos prontos e possui outros 12 em fase de implementação. Para atender às demandas já existentes ou previstas, o governo criou o programa ‘Maranhão Profissional’, que qualificará em torno de 400 mil pessoas”, explica.

Bola da vez

José Carlos Oldoni, representante do Setor de Promoção Comercial da Embaixada do Brasil em Berlim também faz um balanço mais do que positivo da participação do órgão na Feira Industrial de Hannover: “Foram mais de 80 contatos nestes cinco dias de feira, o que demonstra que o Brasil continua sendo a ‘bola da vez, no cenário industrial mundial. Há cada vez mais interesse pelo País, muitas empresas desejam investir, instalar filiais ou formar parcerias conosco. Nesse sentido, a nossa participação na Feira Industrial de Hannover é fundamental”, afirma, explicando que durante todo o evento o estande recebeu uma quantidade relevante de empresários e funcionários especializados, além de delegações de países como Turquia, Itália, Bélgica, Dubai e Arábia Saudita, bem como, é claro, da Alemanha. Representantes oficiais de países escandinavos também visitaram o estande à procura de informações sobre investimento em energia eólica no Brasil.

“Somente isso já justifica a participação em futuras Feiras Industriais de Hannover. Sem deixar de reconhecer a importância da participação de órgãos estaduais no evento, ele destaca que a presença de órgãos federais em eventos como este também é indispensável. “Os órgãos estaduais possuem informações específicas, o que é muito útil a investidores, porém nós temos uma visão geral do país, e isso é muito importante”, conclui.

“As iniciativas de apoio a internacionalização das empresas e ao comércio exterior brasileiro, tanto por parte do governo federal, como de órgãos estaduais, têm sido fundamentais para o aumento da representatividade do País no cenário internacional, através de feiras como a Hannover Messe”, destaca Brena Bäumle, diretora da Hannover Fairs do Brasil, representante do evento no País, complementando que a feira recebeu mais de mil visitantes brasileiros.

Investimento, desenvolvimento econômico e joint ventures

Além de participar da feira como expositor, o Brasil também esteve presente no evento Global Business & Markts 2013, o programa de apresentações e discussões sobre investimento, desenvolvimento econômico e joint ventures da Hannover Messe. Na quinta-feira (11), o País foi tema do fórum “Energias Renováveis e Eficiência Energética no Brasil”. Organizado pelo Clube Latinoamericano (LAV – Lateinamerika Verein e.V.) e pela Confederação da Indústria Alemã – Brazil Board (BDI Brazil Board – Bundesverband der Deutschen Industrie), o fórum teve a participação de consultores e empresários de multinacionais (como Basf e Siemens) além de representantes de associações. A discussão girou em torno de estratégias de investimento no mercado energético nacional. Durante o evento ocorreu ainda a divulgação oficial para o grande público da primeira “RENEX SOUTH AMERICA”, que ocorrerá de 27 a 29 de novembro de 2013 em Porto Alegre (RS).

Sobre a Hannover Messe

Feira líder mundial no setor de tecnologia industrial, a Hannover Messe aconteceu de 8 a 12 de abril, na Alemanha. Este ano, a Rússia foi o país parceiro oficial do evento, que contou com 11 feiras (setores de exposição) integradas: Industrial Automation, Motion Drive & Automation (MDA), Energy, Wind, MobiliTec, Digital Factory, ComVac, Industrial Supply, IndustrialGreenTec, Surface Technology, Research & Technology.

Informações sobre o programa da HANNOVER MESSE estão disponíveis nos sites: http://www.hanover.com.br ou http://www.hannovermesse.de

Informações para a Imprensa:

Isabella Marcondes – isabella@mlilas.com.br
Fabiola Malavazi – fabiola@mlilas.com.br
11 3258-6537

M Lilás Marketing, Comunicação e Eventos / www.mlilas.com.br

Jean Prayon, CEO da JPrayon & Partners ao lado de Fabiana Oscari-Bergs, representante da empresa na Alemanha CRÉDITO: Valéria Fekete

Jean Prayon, CEO da JPrayon & Partners ao lado de Fabiana Oscari-Bergs, representante da empresa na Alemanha
CRÉDITO: Valéria Fekete

O Brasil chegou para ficar. Essa é a constatação dos participantes da delegação brasileira na Hannover Messe, que acontece até esta sexta-feira (12), na Alemanha. Com um total de 180 participantes, entre integrantes de missões comerciais ou expondo em estandes coletivos e individuais, os brasileiros marcam mais uma vez forte presença na feira, considerada o maior evento voltado para o setor industrial do mundo.

Este ano, dentro do tema “Indústria Integrada”, as empresas nacionais puderam ver de perto as inovações da chamada “Indústria 4.0”, a chamada quarta Revolução Industrial (em sucessão às etapas do motor a vapor, da produção em massa e da automação), onde o foco é a integração crescente entre todos os setores da indústria, baseados principalmente nos processos tecnológicos.

“É muito oportuna a denominação “Indústria 4.0”, uma maneira técnica de dizer quarta revolução industrial. A indústria integrada nada mais é do que a indústria compartilhada, aquela onde várias empresas se unem para produzir, com cada vez mais tecnologia, de acordo com as necessidades do cliente”, resume Heitor José Müller, presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS). Para Müller esta é a indústria do futuro, a única forma das empresas continuarem competitivas.

Participação diversificada e experiência positiva

Este ano a participação brasileira é a mais diversificada possível. O Brasil está presente em seis pavilhões diferentes, nos setores de Automação Industrial, Energia, Global Business & Markets, Motion, Drive and Automation – MDA, Energia e Wind – Feira líder em Geração Eólica Tecnologia, Componentes e Serviços.

A delegação brasileira traz desde empresas que vêm pela primeira vez à Hannover, como a Rioar Automação Industrial (Rio do Sul, SC), até veteranas, como a Máquinas Condor (Porto Alegre, RS), que está presente todos os anos. Órgãos governamentais, como a Secretaria de Estado do Desenvolvimento, Indústria e Comércio do Maranhão (SEDINC), que deu suporte para a vinda de um grupo de empresas do estado também marca presença. Em sua avaliação sobre a Hannover Messe, os empresários e entidades destacam a importância de estar na feira.

“Aqui está o nosso cliente, por isso a assiduidade é fundamental”, analisa Jean Prayon (foto), CEO da JPrayon & Partners, de Blumenau (SC), ao justificar sua segunda participação na Hannover Messe – a primeira vez foi em 2012. A empresa de consultoria oferece serviços como pesquisa e dimensionamento de mercado, identificação de potenciais investidores locais, análise de atratividade setorial, estruturação de negócios e identificação de concorrência, entre outros.

Para o CEO da JPrayon é importante estar na Hannover Messe devido ao atual momento econômico mundial, em que muitas empresas europeias buscam mercados alternativos. “Para isso queremos mostrar que atuamos no Brasil, porém estamos capacitados para atuar também em qualquer país da América Latina”, conta. Como exemplo Prayon cita o estudo de um projeto que sua empresa realiza para um grupo europeu interessado em exploração de energia eólica na Colômbia. O empresário revela que o projeto é fruto de negociações iniciadas durante a Hannover Messe 2012.

“As impressões de nossa primeira participação são bastante positivas. É importante vir à feira para conhecermos o que está sendo implementado em matéria de automação em outros países.”, avalia Adalberto Theis Júnior, da Rioar Automação Industrial, de Rio do Sul (SC). A Rioar é especializada em automação industrial no setor de celulose e papel e tem interesse em fazer parcerias com empresas internacionais que queiram prospectar o Brasil como mercado.

Indicador de tendências

Fernando Mendonça, consultor da empresa Mucambo Criação e Engenharia, de São Luiz (MA), outro estreante na feira, aposta no evento como indicador de tendências. A empresa, que atua na área de manutenção corretiva e preventiva hospitalar e criação de soluções de saúde, trouxe para a Feira Industrial de Hannover o projeto de uma cadeira de rodas movida a alavanca, uma solução de baixo custo, porém mais moderna que a atual cadeira de rodas mecânica, proporcionando maior capacidade de deslocamento com menos esforço físico dos cadeirantes. “A receptividade está sendo muito boa. Sabemos que o produto não é necessariamente uma solução para a Europa, onde já se usa em larga escala a cadeira elétrica. Mas preferimos mostrá-lo aqui de olho em mercados alternativos”, explica o executivo.

Veterana nas participações no evento, a Máquinas Condor, de Porto Alegre (RS), também vem a Hannover com foco nas tendências apontadas pela feira. “Acompanhamos a Hannover Messe desde seu início e percebemos que todos os temas de suas edições são de extrema atualidade”, avalia o diretor André Meyer da Silva. “Este ano temos a empresa compartilhada como a empresa do futuro. É importante estar aqui para saber como será uma indústria daqui a cinco, 20 anos. Preciso estar preparado para me manter mais eficiente que a concorrência, só assim posso continuar competindo com empresas modernas”, conclui.

Apoio a internacionalização das empresas brasileiras

Mais uma vez a missão empresarial à Hannover Messe 2013, articulada pelo Centro Internacional de Negócios (CIN-RS), da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS), através da Rede Brasileira dos Centros Internacionais de Negócio (Rede CIN, com os CINs dos estados do Maranhão, Santa Catarina, Minas Gerais, Mato Grosso, Goiás e Distrito federal) e coordenada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) trouxe centenas de participantes ávidos por conhecer as inovações no mercado. Foram 110 pessoas, entre empresários, representantes de entidades de classe e de órgãos governamentais.

Para Kurt Ziegler, coordenador da missão articulada pelo CIN – RS, mais importante do que fechar negócios na feira é acompanhar as tendências do setor para se fortalecer competitivamente. “Investimos muito no processo de internacionalização das empresas, desde a questão de importação-exportação, até a busca de parcerias no mercado internacional. É um processo bastante amplo, no qual abordamos todos os pontos. Porque para exportar uma empresa tem que estar consolidada no mercado interno”, exemplifica Ziegler. E continua: “A participação do empresário em feiras como esta é fundamental para que tenhamos condições de retornar com a ideia exata do que está acontecendo no mundo em termos de produtos inovadores”, conclui ele.

A CNI realiza missões comerciais à Feira Industrial de Hannover há 25 anos e, além de trazer empresários e entidades ao evento, se encarrega de preparar uma programação intensa, que inclui visitas guiadas por setores, acompanhadas por técnicos do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e visitas dos empresários a companhias líderes em seus segmentos. Este ano a Missão Brasileira está visitando quatro empresas: Claas (especializada na fabricação de máquinas agrícolas), Volkswagen, Jungheinrich (líder mundial no segmento de empilhadeiras, armazenagem e tecnologia para fluxo de materiais) e Mercedes Benz.

Sobre a Hannover Messe

Feira líder mundial no setor de tecnologia industrial, a Hannover Messe começou na segunda-feira (8) e acontece na Alemanha até esta sexta-feira, 12 de abril. Este ano, a Rússia é o país parceiro oficial do evento, que conta com 11 feiras (setores de exposição) integradas: Industrial Automation, Motion Drive & Automation (MDA), Energy, Wind, MobiliTec, Digital Factory, ComVac, Industrial Supply, IndustrialGreenTec, Surface Technology, Research & Technology. A feira conta com 6.800 expositores, de 70 países, e a expectativa de público é de 240 mil visitantes, sendo 60 mil deles do exterior.

Informações sobre o programa da HANNOVER MESSE estão disponíveis nos sites: http://www.hanover.com.br ou http://www.hannovermesse.de

Informações para a Imprensa:

Isabella Marcondes – isabella@mlilas.com.br
Fabiola Malavazi – fabiola@mlilas.com.br
11 3258-6537

M Lilás Marketing, Comunicação e Eventos / www.mlilas.com.br

Panorâmica BITS em edição anterior. CRÉDITO: Dudu Leal

Panorâmica BITS em edição anterior. CRÉDITO: Dudu Leal

Sete empregas portuguesas do setor de TIC investem em sua participação na BITS 2013. O pool empresarial marca presença na feira subsidiado pelo Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN) – programa governamental de incentivo ao desenvolvimento econômico dos estados portugueses. O QREN vigora em Portugal desde 2007 e se estende até 2013. O programa tem por objetivo o incentivo à  qualificação de recursos humanos, valorização do conhecimento e da ciência, da tecnologia e da inovação para promover o desenvolvimento econômico e sócio-cultural num quadro de igualdade em oportunidades.

Com a participação na BITS, as empresas Deltatec, Ethernet, Digital Enabled, Infinite, Advantis, Login PT e Bubblemind buscam novas oportunidades de acordos comerciais além das fronteiras de seu país. “Todas têm interesse comercial  pelo mercado brasileiro e do exterior. São empresas que pretendem internacionalizar seus negócios e aumentar a sua quota de clientes”, explica Cláudia Pinto, diretora da Bubblemind e organizadora do espaço das empresas na BITS. Conheça cada uma delas:

LoginPT

É uma plataforma que reúne um grupo com mais de 100 empresas europeias, a maior parte provenientes de Portugal e da Espanha, posicionadas no mercado internacional pela implementação de projetos inovadores e diferenciadores em âmbito mundial. Contando com mais de 80.000 colaboradores, as empresas LoginPT operam em mais de 100 países e asseguram um volume de negócios superior a 10 bilhões de euros.

Bubblemind

Consultoria empresarial, em informática e gestão de negócios, oferece também serviços de apoio empresarial com estudos de opinião e de mercado, além de serviços de Internet e comunicação, assessoria de comunicação e imagem. A Bubblemind atua ainda em comércio, representação e distribuição de produtos de informática.

Deltatec

Criada em 1997, é uma empresa de engenharia formada por uma equipe especializada na área de gestão de sistemas, desenho de hardware, programação e comunicações. O objetivo da Deltatec é o desenvolvimento de soluções personalizadas para otimizar recursos, reduzir custos e integrar diferentes sistemas, utilizando parcerias e produtos de desenvolvimento próprio.

Ethernet

Fundada em 1999, a Ethernet dedica-se ao desenvolvimento de software, páginas para a web, consultoria em informática, redes de computadores, manutenção de sistemas e registros para a web. Também desenvolve ações de comercialização de hardware e consultoria na área da informática.

Digital Enabled

Empresa especializada em marketing digital multicanal. Oferece serviços de estratégia digital para a marca, alinhados com objetivos globais. Criação de ações e campanhas publicitárias, gerenciamento de redes sociais e elaboração de conteúdos relevantes aos negócios do cliente.

Infinite

Fundada em 2003, a empresa é especializada em desenvolvimento de software com recursos técnicos e humanos para projetos baseados em ambientes heterogêneos – virtuais/reais. A Infinite conta com recursos técnicos e humanos especializados em integração de sistemas, estruturação e implantação de redes de comunicações. Oferece serviços de segurança em certificação ISO 27001; consultoria em sistemas e auditorias de segurança.

Advantis

Está no mercado desde 2000, é uma empresa de referência de serviços e soluções tecnologicamente avançadas. Reúne consultoria e implantação de soluções colaborativas (CRM, Gestão Documental e Workflow); fornecimento de soluções para gestão empresarial e de mobilidade, além de fornecer serviços de outsourcing.

Sobre a BITS

A BITS é promovida pela Deutsche Messe AG – maior promotora de feiras do mundo – por meio de sua subsidiária no Brasil, a Hannover Fairs Sulamérica, e pela Federação e Centro das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS/CIERGS). A edição 2013 conta com patrocinadores como a TOTVS (www.totvs.com), Sebrae – Serviço Brasileiro de Apoio as Micro e Pequenas Empresas (www.sebrae.com.br) e a GetNet (http://www.getnet.com.br/).

Em suas duas primeiras edições, a feira já contou com a participação de 390 expositores de 22 países (África do Sul, Alemanha, Argentina, Bolívia, Brasil, Bulgária, Canadá, China, Colômbia, Coréia do Sul, Espanha, Estados Unidos, Hungria, Índia, Malta, México, Paraguai, Peru, Portugal, Romênia, Suíça e Taiwan) e 21.170 visitantes e profissionais do setor de tecnologia da informação e comunicação. Foram US$ 23 milhões em negócios gerados nos Encontros Al-Invest (rodadas de negócios) e 2.000 participantes das Global Conferences, congresso oficial da feira com palestrantes internacionais.

A BITS 2013 será realizada de 14 a 16 de maio, no Centro de Eventos FIERGS, em Porto Alegre – RS e com os seguintes setores de exposição: Business TI e infraestrutura de TI; Bancos e finanças; Comunicações B2B; Internet 2.0; Navegação, Transportes e Logística; Setor Público; Conferências; Distribuição e revendas; Telecom e mobile; Software e serviços. Em conjunto com a exposição, a programação integrada a BITS terá como foco finanças, governo, indústria, varejo e telecomunicações.

Informações sobre a BITS 2013 em www.bitsouthamerica.com.br

Facebook: www.facebook.com/bitsouthamerica

ASSESSORIA DE IMPRENSA BITS 2013

Organização do evento e empresas expositoras: 
Isabella Marcondes – isabella@mlilas.com.br
Fabiola Malavazi – fabiola@mlilas.com.br
11 3258-6537
M Lilás Marketing, Comunicação e Eventos
www.mlilas.com.br

 

Atividades paralelas Global Conferences, CIO Project e Business Matchmaking:
Grazieli Gotardo – assessoria@reversocomunicacao.com.br
Fabio Jacques – imprensa@reversocomunicacao.com.br
51-3779-7958 / 51-9162-0568
Reverso Comunicação Integrada
www.reversocomunicacao.com.br

 

Edição alemã da RENEX 2012 | CRÉDITO: Divulgação/Deutsche Messe

Edição alemã da RENEX 2012 | CRÉDITO: Divulgação/Deutsche Messe

A delegação brasileira presente na Feira Industrial de Hannover não está de olho apenas na prospecção e fechamento de novos negócios, mas também na busca de parceiros para alavancar o enorme potencial de energia renovável do país. Por isso a Hannover Messe, que acontece esta semana na Alemanha, foi o ambiente escolhido para a divulgação da RENEX SOUTH AMERICA (Renewable Energy Exhibition), a primeira feira internacional voltada exclusivamente para o setor de energias renováveis do Brasil.

“A Hannover Messe é uma feira extremamente abrangente e visitada por especialistas do mundo inteiro. Por isso acreditamos ser este o melhor espaço para divulgarmos o potencial industrial do Rio Grande do Sul, principalmente no setor energético”, explica Marco Aurelio Franceschi, diretor de Infraestrutura e Energia da Agência Gaúcha de Desenvolvimento e Promoção de Investimentos (AGDI), entidade da Secretaria de Desenvolvimento e Promoção do Investimento do Estado do Rio Grande do Sul (SDPI), presente com um estande no pavilhão 27 (Wind – energia eólica) da feira.

O objetivo da AGDI na Hannover Messe é atrair expositores para a RENEX SOUTH AMERICA – Feira Internacional de Energias Renováveis, que ocorrerá de 27 a 29 de novembro , no Centro de Feiras e Eventos da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs), em Porto Alegre – RS. Organizada pela Hannover Fairs Sulamérica em parceria com a AGDI, a Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEólica) e a Associação Alemã de Energia Eólica (BWE), a RENEX tem origem no setor de energias renováveis da Feira Industrial de Hannover e já conta com duas edições bem sucedidas na Turquia. Marco Franceschi está apostando no sucesso da edição brasileira.

Potencial eólico e investimentos de  US$ 63 bilhões

“Decidimos realizar a RENEX SOUTH AMERICA porque ela trata de um segmento em sintonia com a Política Industrial gaúcha – que elegeu a energia eólica como um dos setores estratégicos e quer promover o uso de outras fontes renováveis como a solar fotovoltaica e a biomassa. O Rio Grande do Sul possui 11% do potencial eólico brasileiro (com ventos de pelo menos 7m/s, medidos à altura de 50 metros)”, explica ele. Franceschi lembra ainda que a estimativa é de que o potencial gaúcho seja de 115 GW à altura de 100 metros. Para efeito de comparação, a potência instalada de geração eólica na Alemanha é de cerca de 30 GW, equivalente a 25% da potência de geração elétrica instalada no Brasil (somados todos os tipos de energia). O governo do Estado tem interesse ainda na produção de energia elétrica por meio de sistemas de geração distribuída de pequeno porte.

Também contribuíram para a  realização da feira no Brasil os planos do governo federal, de investir cerca de US$ 63 bilhões para a expansão da oferta em energias renováveis até 2020. A energia eólica em particular é um dos setores prioritários da Política Industrial lançada pelo Governo do Estado do Rio Grande do Sul, sob coordenação da SDPI via AGDI. Até janeiro de 2017 estão previstos investimentos de R$ 4 bilhões na construção de outros 40 parques, totalizando 1.419,8 MW instalados. Isso torna o Rio Grande do Sul atrativo para o estabelecimento de empresas fabricantes de máquinas e equipamentos da cadeia produtiva e prestadores de serviços especializados.

Evento multissetorial

A energia eólica é, sem dúvida, o grande potencial do Rio Grande do Sul, porém a RENEX SOUTH AMERICA será um evento multissetorial, reunindo em uma só feira as áreas de energia eólica, solar, térmica, fotovoltaica, biogás, biocombustíveis e biomassa. Além de ser um espaço para o fechamento de negócios e atração de investimentos na área, a feira contará com fóruns, conferências, discussões e visitas técnicas, tendo entre seus objetivos a troca de conhecimento.

“A ideia de levar a RENEX para o Brasil é repetir o conceito da Hannover Messe para o setor de energias renováveis, ou seja, apresentar toda a cadeia produtiva da indústria em um só espaço. Trata-se de uma plataforma completa, que atende ao setor de forma integral, tanto para empresas quanto para usuários, com foco não só nos visitantes, mas também nos expositores, que podem fazer negócios entre si. Isso é importante, porque cria uma sinergia entre todos os interessados”, esclarece Constantino Baümle, diretor da Hannover Fairs Sulamérica, representante da Hannover Messe no País.

Sobre a Hannover Messe

Feira líder mundial no setor de tecnologia industrial, a Hannover Messe começou na segunda-feira (8) e acontece na Alemanha até sexta-feira, 12 de abril. Este ano, a Rússia é o país parceiro oficial da Hannover Messe, que conta com 11 feiras (setores de exposição) integradas: Industrial Automation, Motion Drive & Automation (MDA), Energy, Wind, MobiliTec, Digital Factory, ComVac, Industrial Supply, IndustrialGreenTec, Surface Technology, Research & Technology. A feira conta com 6.800 expositores, de 70 países, e a expectativa de público é de 240 mil visitantes, sendo 60 mil deles do exterior.

Informações sobre o programa da HANNOVER MESSE estão disponíveis nos sites: http://www.hanover.com.br ou http://www.hannovermesse.de

Informações para a Imprensa:

Isabella Marcondes – isabella@mlilas.com.br
Fabiola Malavazi – fabiola@mlilas.com.br
11 3258-6537
M Lilás Marketing, Comunicação e Eventos / www.mlilas.com.br

 

Hannover Messe 2013 CRÉDITO: Dibvulgação/Deutsche Messe

Abertura Hannover Messe 2013 CRÉDITO: Dibvulgação/Deutsche Messe

A Hannover Messe 2013 – Feira Industrial de Hannover, que começou na segunda-feira, 08 de abril e vai até o próximo dia 12 na Alemanha, está maior e melhor. Esta é a opinião de organizadores e participantes, que veem um desenvolvimento positivo na maior feira de tecnologia industrial do mundo. Com 6.800 participantes de 70 países, a Hannover Messe pode orgulhar-se de recorde histórico também na área ocupada e na qualidade dos visitantes. A expectativa é de que 240 mil profissionais passem pelas 11 feiras (setores) do evento até sexta, sendo a maioria com poder de decisão em suas empresas.

“Nesta segunda-feira, já pudemos perceber uma diferença significativa no perfil dos visitantes em relação ao mesmo período do ano passado. Observamos que grande parte dos executivos que passam pelos estandes são os tomadores de decisão das empresas.”, comemora Brena Bäumle, diretora da Hannover Fairs do Brasil, representante da Hannover Messe no País, após do primeiro dia da feira.

O Brasil vem fortemente representado este ano. São 180 participantes entre empresas expositoras, entidades e missões governamentais e empresariais presentes em estandes individuais e coletivos, em seis pavilhões diferentes, nos setores de Automação Industrial, Energia, Global Business & Markets, Motion – Drive and Automation – MDA, Energia e Wind – Feira líder em Geração Eólica Tecnologia, Componentes e Serviços. O nível dos visitantes especializados aguardados no evento também é alto, devido ao interesse em conhecer os avanços da “nova revolução industrial”, como vem sendo chamada a “Indústria 4.0”, resultado do crescente aumento de integração na indústria, e que inspirou o tema da Hannover Messe este ano, a “Indústria Integrada”.

Liberdade de atuação para as ONGs alemãs na Rússia

Em seu discurso na cerimônia oficial de abertura da feira na noite de 07 de abril, a chanceler alemã Angela Merkel também elogiou o crescimento da feira e constatou que “a indústria atinge dimensões completamente novas devido aos avanços propiciados pela ‘Indústria Integrada’.” Ao cumprimentar Vladimir Putin, o presidente da Rússia – país parceiro da Hannover Messe este ano – Merkel elogiou o clima de cooperação entre as duas nações, mas não pode deixar de citar a repercussão negativa das incursões de controle dos escritórios de Organizações não Governamentais (ONGs) alemãs em Moscou e São Petersburgo, na semana passada. “Somos da opinião de que o progresso tecnológico chega mais rapidamente quando existe uma sociedade civil ativa”, alertou.

Em seu discurso da festa de abertura, feito antes da chanceler alemã, o presidente russo preferiu enfatizar o bom relacionamento comercial entre os dois países. “Vemos este convite – de participar da Hannover Messe como parceiro oficial – como um sinal de reconhecimento de uma cooperação bem sucedida. A economia do mundo e da Europa em particular continuam frágeis, e é exatamente por isso que uma coordenação da política econômica é tão importante, e neste caso Alemanha e Rússia têm a mesma visão”, resumiu. Este ano a Rússia traz 160 expositores à feira.

Bosch Rexroth é a grande vencedora do Hermes Award 2013

A Bosch Rexroth AG é a grande vencedora do Hermes Award 2013. “A premiada solução deste ano faz uma contribuição importante para a ‘Industrial Integrada’ e contribui para acelerar a tendência para a produção industrial em rede”, afirmou Jochen Köckler, membro do Conselho de Administração da Deutsche Messe AG, durante o anúncio do vencedor do prêmio deste ano, que aconteceu junto à cerimônia de abertura da feira. Apresentado anualmente na Hannover Messe, o prêmio destaca a inovação e o pioneirismo em tecnologia industrial das empresas do setor.

A Bosch Rexroth foi contemplada por seu projeto “Núcleo Aberto de Engenharia”, que une em rede os controladores lógicos programáveis ​​(CLP) ao ambiente da tecnologia da informação (TI). O projeto é baseado em padrões abertos, ferramentas de software, pacotes de função e interface Open Core. Pelo sistema, a engenharia CLP tradicional pode ser combinada com as constantes atualizações de programação. Além disso, funções inovadoras podem ser executadas por aplicativos em dispositivos externos, tais como smartphones. Por meio destes aplicativos é possível ler dados e gravá-los diretamente para os controladores. Essas características resultam em um diferencial no mercado atual, por permitir funções personalizadas de software sem o apoio direto dos fabricantes.

“A indústria está no limiar de uma quarta revolução industrial. O projeto ‘Núcleo Aberto de Engenharia’, da Bosch Rexroth, é um excelente exemplo do potencial da Indústria 4.0, que estabelece uma comunicação inovadora e eficaz no domínio da produção”, enfatizou a ministra alemã da Educação e Pesquisa, Johanna Wanka, em seu discurso de entrega do prêmio. Foi a primeira vez em que um Júri do Hermes Award escolheu um produto de software e para Wolfgang Wahlster, Presidente do Júri e diretor executivo do Centro de Pesquisa para Inteligência Artificial (DFKI), o produto premiado contribui para a migração da fábrica-base para a Internet, forte tendência da realidade atual. “No contexto da Indústria 4.0, funções de automação de fábrica estão sendo mais e mais transferidas para software. Esse tipo de solução irá garantir que a memória do produto esteja disponível digitalmente para ser acessada de qualquer lugar em tempo real”, destacou Wahlster.

Top 5

Junto com a empresa vencedora, a Bosch Rexroth AG, com base em Lohr am Main, na Alemanha, as seguintes empresas também foram indicadas para o Prêmio Hermes 2013: EBM-Papst GmbH & Co. KG, Hirschmann Automação e Controle GmbH, Kaeser Compressores AG e Schildknecht AG. O produto vencedor bem como os outros indicados para concorrer ao prêmio deste ano estarão em exposição nos estandes das empresas durante todo o período da Hannover Messe 2013. Além disso, o estande D21 do espaço ‘Gateway2Innovation – Tecnologia de Transferência’, no Pavilhão 2, apresentará informações detalhadas sobre as características dos produtos e das empresas nomeadas.

Sobre a Hannover Messe

Feira líder mundial no setor de tecnologia industrial, a Hannover Messe, que começou nesta segunda-feira, 8 de abril, acontece na Alemanha até sexta-feira, 12 de abril. Este ano, a Rússia é o país parceiro oficial da Hannover Messe, que conta com 11 feiras (setores de exposição) integradas: Industrial Automation, Motion Drive & Automation (MDA), Energy, Wind, MobiliTec, Digital Factory, ComVac, Industrial Supply, IndustrialGreenTec, Surface Technology, Research & Technology. A feira conta com 6.800 expositores, de 70 países, e a expectativa de público é de 240 mil visitantes, sendo 60 mil deles do exterior.

Informações sobre o programa da HANNOVER MESSE estão disponíveis nos sites: http://www.hanover.com.br ou http://www.hannovermesse.de

Informações para a Imprensa:

Isabella Marcondes – isabella@mlilas.com.br
Fabiola Malavazi – fabiola@mlilas.com.br
11 3258-6537

 

Angela Merkel, chanceler alemã, acompanhada de Vladimir Putin, presidente da Rússia, na cerimônia de abertura da Hannover Messe 2013. A Rússia é o país parceiro da feira este ano, em que o Brasil levará 180 participantes ao evento. CRÉDITO: Divulgação Deutsche Messe

Angela Merkel, chanceler alemã, acompanhada de Vladimir Putin, presidente da Rússia, na cerimônia de abertura da Hannover Messe 2013. Brasil levará 180 participantes ao evento, que tem a Rússia como país parceiro.
CRÉDITO: Divulgação Deutsche Messe

A Hannover Messe 2013 – Feira Industrial de Hannover, que acontece na Alemanha a partir desta segunda-feira, 8 de abril, tem novamente expressiva representação brasileira. Este ano o evento conta com 180 participantes do Brasil, tanto como expositores em estandes coletivos e individuais ou compondo missões empresariais, como a coordenada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), com a participação da Rede Brasileira de Centros Internacionais de Negócios e articulação da Federação das Indústri

as do Rio Grande do Sul (Fiergs).  A missão da CNI é realizada em parceria também com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e tem apoio do Sebrae/RS e Sebrae/SC, além de parceria com o Senai/RS.

“A Feira de Hannover destaca-se por ser considerada a vitrine mais importante do mundo em termos de tecnologia industrial e acesso à inovação, propiciando uma visão completa das novas tecnologias e de suas aplicações em toda a cadeia industrial, desde a produção, passando por serviços, até a pesquisa e desenvolvimento”, diz Kurt Ziegler, supervisor do Centro Internacional de Negócios do Rio Grande do Sul, CIN-RS. De acordo com ele, estão programadas para esta edição da missão prospectiva visitas guiadas com acompanhamento de técnicos especializados do Senai/RS durante todos os dias da Hannover Messe, de 8 a 12 de abril, e visitas técnicas a quatro empresas na Alemanha. O executivo explica que o objetivo da iniciativa é propiciar às empresas brasileiras o acesso a novos meios de produção, matérias-primas e inovações. “O acesso às novas tecnologias agrega valor e melhora a qualidade dos processos produtivos contribuindo para o incremento da competitividade”, complementa.

Pequenas e médias empresas brasileiras

A maioria das empresas brasileiras representadas na Hannover Messe é de pequeno e médio porte e, segundo Ziegler, pertencem a diferentes segmentos de mercado como: metal mecânico, eletroeletrônico, metalúrgico, siderúrgico, automação industrial, subcontratação, petróleo e gás, plástico, energia e transmissões industriais, entre outros.

Constantino Bäumle, diretor da Hannover Fairs do Brasil, representante no País da Deutsche Messe AG, promotora da feira, conta que o Brasil está em destaque em seis pavilhões distintos do evento nos halls 8, 11, 12, 13, 17 e 27 nos setores de Automação Industrial, Energia, Global Business & Market e Motion, Drive & Automation. “As empresas brasileiras tem muito a contribuir com o tema principal da feira, a ‘Indústria Integrada’, oferecendo soluções em áreas chave de tecnologias de automação, energia e movimentação, entre outras”, ressalta.

Em sua primeira participação na Hannover Messe, no setor de Automação Industrial (hall 8), a Secretaria de Estado do Desenvolvimento, Indústria e Comércio do Maranhão (Sedinc) está na feira em parceria com a Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap), responsável pela administração do Porto do Itaqui – principal modal de transporte da região – e com a Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (Fiema).

“A Secretaria fará a exposição da tecnologia das empresas maranhenses, apresentações do Maranhão, da sua logística e dos grandes projetos em implantação no Estado, além das oportunidades para atração de novos investimentos e tecnologias. Também realizaremos visitas e contatos com empresas para identificar oportunidades de negócios e parcerias. A participação na Hannover Messe 2013 é uma ação planejada e parte da política de desenvolvimento sustentável do Estado”, explica Mauricio Macedo, Secretário de Estado do Desenvolvimento, Indústria e Comércio do Maranhão. De acordo com ele, cinco MPEs (Micro e Pequenas Empresas) maranhenses participam no estande da Sedinc, com exposição de novos produtos integrantes dos programas estaduais de incentivo à Inovação Tecnológica. ”Os produtos carregam soluções inovadoras nas áreas de comunicação, mobilidade urbana, segurança pública e de indústria”, adianta Macedo. O Secretário conta ainda que durante a Hannover Messe vai ser mostrado ao público do evento o portfólio de investimentos projetados e já em andamento no Maranhão, nas áreas de mineração, energia, petróleo e gás, agronegócio, comércio e serviços.

Comunicação Digital Dinâmica

Empresa especializada em Comunicação Digital Dinâmica (Digital Signage), a maranhense Midia Indoor Tecnologia e Marketing é uma das empresas que participa do estande da Sedinc na Hannover Messe. Fundada em 2006 e com sede em São Luís, “a Midia Indoor lidera um processo de integração de displays eletrônicos em uma rede ampla no território brasileiro, voltada para a veiculação de publicidade e informações contextualizadas”, conta Helio Costa, diretor de Marketing. Segundo ele, a empresa tem como principais produtos a TV Própria (TV baseada em Digital Signage), veiculada nas dependências de empresas diversas, focada na autopromoção e endomarketing. Outro produto de sucesso citado pelo executivo é a Rede Midia Indoor de displays eletrônicos sustentada pela veiculação de publicidade paga. “A Rede Midia Indoor é formada pela integração de outras empresas do mesmo segmento, na forma de uma rede única, com a comercialização de publicidade feita de forma automatizada através de sistema online”, explica.

Na feira, a empresa tem como objetivo firmar parceria para representação na Europa e em outros continentes, tanto para a comercialização dos serviços de TV Própria, quanto para a extensão da cobertura da Rede Midia Indoor. “Pretendemos também firmar parcerias com fabricantes de produtos de automação, para a integração de displays eletrônicos nos seus produtos. A ideia é que os displays já saiam de fábrica com o software de mídia e integrados à Rede Midia Indoor”, adianta Costa.

Sistemas inteligentes

Semáforo de trânsito programado via internet, sistemas de gerenciamento de pagamentos, transporte de valores e de localização de ônibus estão entre os produtos oferecidos pela TQNK Tecnologia Inteligente, outra empresa do Maranhão presente na Hannover Messe por intermédio da Sedinc.  Há quatro anos no mercado, com atuação em sistemas digitais inteligentes aplicados à solução de problemas de informática, engenharia e mecatrônica, entre outros, a TQNK destaca na feira o sistema de programação de semáforos a distância via rede TCP/IP. “Essa tecnologia permite a programação remota dos tempos dos semáforos, salvamento de uma programação para uso posterior, carregamento de programação pré-existente e leitura de dados”, detalha Areolino de Almeida Neto, coordenador de Tecnologia.

Novos clientes

O BBP – Brazilian Business Park, maior administrador de condomínios industriais do Brasil, participa pela primeira vez da Hannover Messe, no hall 17, espaço também dedicado ao setor de automação industrial e Motion, Drive & Automation. Segundo Robson Ferreira Alves, diretor de Operações, o grupo busca na feira fortalecer e divulgar sua marca em nível internacional. “O objetivo é atrair novos clientes para os condomínios localizados próximos a capital paulista e no interior do estado de São Paulo, nos municípios de Atibaia, Jarinu, Itatiba, Santa Barbara D’Oeste e Nova Odessa”. Bosch Rexroth, Nestlé, Petronas, Wincor, Samsung, Litens e Smart Modular Technologies estão entre os mais de 40 clientes, entre os nacionais e internacionais, citados por Alves. O executivo destaca que os usuários se beneficiam de facilidades como segurança 24h, balanças, controles de acesso, restaurantes, ambulatórios, edifícios com certificação ambiental, serviços de TI e telecomunicações, entre outros.

Também com o objetivo de atrair novos clientes e apoiar empresas estrangeiras que pretendem investir no Brasil, a JPrayon&Partners Brasil, com sede em Blumenau – SC está pela segunda vez consecutiva na feira. “Esperamos ampliar nossos contatos e divulgar nossos serviços com foco na Europa Central, Ásia e Oriente Médio também”, diz Jean Prayon, CEO. A JPrayon oferece serviços como pesquisa e dimensionamento de mercado, identificação de potenciais investidores locais, análise de atratividade setorial, estruturação de negócios e identificação de concorrência com destaque na área de tecnologias industriais. “A feira de Hannover é a melhor oportunidade no mercado para encontrar os mais diversos e expoentes produtos tecnológicos, e o melhor ambiente para conhecê-los e promover a troca de experiências entre clientes e fornecedores”, ressalta o empresário. De acordo com ele, em sua estreia no evento, no ano passado, “os resultados foram imensamente satisfatórios, tanto do ponto de vista dos contatos (em média 40 por dia), quanto dos negócios gerados durante e pós-feira.”

Sobre a Hannover Messe

Feira líder mundial no setor de tecnologia industrial, a Hannover Messe acontece na Alemanha, de 8 a 12 de abril de 2013. Este ano, a Rússia é o país parceiro oficial da Hannover Messe, que contará com 11 feiras (setores de exposição) integradas: Industrial Automation, Motion Drive & Automation (MDA), Energy, Wind, MobiliTec, Digital Factory, ComVac, Industrial Supply, IndustrialGreenTec, Surface Technology, Research & Technology. Serão 6.800 expositores, de 70 países, e a expectativa de público é de 240 mil visitantes, sendo 60 mil deles do exterior.

Informações sobre o programa da HANNOVER MESSE estão disponíveis nos sites: http://www.hanover.com.br ou http://www.hannovermesse.de

Informações para a Imprensa:

Isabella Marcondes – isabella@mlilas.com.br

Fabiola Malavazi – fabiola@mlilas.com.br

11 3258-6537

M Lilás Marketing, Comunicação e Eventos / www.mlilas.com.br